Rio 2016 - Parque Olímpico - O projecto vencedor

31 de agosto de 2011 · 10 comentários


 As 3 ilustrações deste post foram recolhidas no site «Rio 2016» - aqui

«O projeto define como serão ocupados os espaços públicos, praças e parques, além da disposição das instalações permanentes e temporárias e dos futuros empreendimentos imobiliários a serem construídos na área. Neste primeiro momento, o plano é conceitual.»

O projeto vencedor se destacou para a comissão julgadora “por conta do conceito de operação, o acesso separado para atletas e público, a logística do sistema de transportes, a viabilidade de execução e uma via exclusiva para estacionamento. Já no legado que o projeto deixará para a cidade, os destaques foram a preservação ambiental, a viabilidade de manutenção e a preservação da lagoa da região”


«Dois cenários foram previstos: o modo Jogos Olímpicos (acima), em que se deve assegurar as melhores condições para a realização das competições; e o modo Legado (abaixo), que garante a viabilidade da implantação de novos empreendimentos de forma sustentável após os Jogos.» Por isso, ser chamado de «Legado 2030».


.

Terje Sørgjerd - TSO Photography

27 de agosto de 2011 · 4 comentários


Todas as fotos deste post são de autoria do fotógrafo norueguês
Terje Sørgjerd - TSO Photography

Seus links:

Os trabalhos do fotógrafo norueguês Terje Sørgjerd foram publicados muitas vezes em alguns dos maiores media do mundo: CNN, NBC, Today EUA, Reuters, Discovery Channel, NatGeo, The Weather Channel Guardian, Wall Street Journal e The Washington Post, Good Morning America, só para citar apenas alguns.

TSO é provavelmente mais conhecido pelas suas surpreendentes e originais fotografias do vulcão Eyjafjallajokull (Islândia), que eclodiu em 2010, deixando um impacto imediato na nossa sociedade moderna devido à suspensão do tráfego aéreo entre a América do Norte e Europa durante mais de uma semana.

A fotografia do topo deu a volta ao mundo, a quando da erupção do vulcão Eyjafjallajokull, na Islândia. O fotógrafo Terje Sørgjerd tinha estado na véspera da erupção a fotografar a região, carregando com 40 kg de material fotográfico, quando foi surpreendido pelo evento.

Clique aqui, para ver o álbum de fotos do vulcão na Islândia.


Em El Teide [3.718 metros], na ilha de Tenerife, Canárias, Espanha. Visão da Via Láctea. O fotógrafo acampou durante uma semana e fotografou a nossa Via Láctea nas mais variadas horas do dia e da noite. O resultado pode ser visto em vídeo, intitulado «The Mountain», durante 3 mitutos e nove segundos, aqui - Esta série de fotos tocam-me muito de perto, pois vivi na ilha de Tenerife, entre 1983 e 1988, tendo visitado várias vezes El Teide.


Aurora boreal no grau 70 do Hemisfério Norte, a 52 km de Kirkenes, com a temperatura de 15º negativos. Na prática o que estamos a ver é uma tempestade solar.


Monument Valley Tribal Park.


O fotógrafo Terje Sørgjerd nas ilhas Fiji em 2010.


No Hawaii.


Na Jamaica.


No Grand Canyon.


Na ilha Mljet, Croácia.


Lysefjorden, Noruega.


No sudoeste americano.

Recomendo que veja os vídeos: 

.

Cometa Elenin

24 de agosto de 2011 · 31 comentários

Imagem da NASA, do cometa Elenin, em 6 Agosto 2011. Foto daqui.
Informações e ideias recolhidas nos seguintes blogues/sites:
«Darkstar Astrology» - «AstroPT» - «NASA/Stereo» - «Apolo11» - «Wikipedia»

Cometa é um corpo menor do sistema solar que orbita o Sol. Quando se aproxima do Sol, um cometa passa a exibir uma atmosfera difusa, denominada coma e uma cauda, ambas causadas pelos efeitos da radiação solar sobre o núcleo cometário. Os núcleos cometários são compostos de gelo, poeira e fragmentos rochosos, variando em tamanho de alguns metros até algumas dezenas de quilómetros. Acredita-se que os cometas de período curto tenham a sua origem no Cinturão de Kuiper, ou no seu disco de espalhamento, que fica além da órbita de Neptuno. Já os cometas de longo período, acredita-se que se originam na Nuvem de Oort. - Fonte Wikipedia.

Cometa Elenin

Não há 2 cometas com comportamentos iguais. Não têm luz própria e só se tornam brilhantes ao se aproximarem do Sol. O núcleo do cometa incha e forma o coma, que é uma espécie de atmosfera que faz com que brilhe e seja visível nos telescópios ou a olho nu. Esse calor gerado no núcleo produz uma cauda, que varia muito de tamanho.

O cometa Elenin foi descoberto a 10 de Dezembro de 2010 pelo astrónomo russo Leonid Elenin, através de um dos telescópios robóticos do International Scientific Optical Network, instalado no Novo México, EUA. Desde a sua recente descoberta, tem sido objecto de contínuas análises científicas e, também, de muitas especulações. Na verdade, parece que ninguém sabe muito bem o que pode acontecer. Mas já existem associações de ideias sobre certos eventos ocorridos no nosso planeta Terra, identificando a causa como sendo provocada pela trajectória do Elenin no nosso sistema solar.

Como é um cometa novo no nosso sistema, não há ainda profundos conhecimentos sobre este corpo celeste. Os números que vou indicar a seguir, estão a ser continuamente corrigidos e actualizados pela NASA e outros observatórios. A única certeza que os cientistas têm é que o Elenin, ao aproximar-se do nosso Sol, mais material sólido do seu núcleo [3,5 Km de diâmetro] tem sido ejectado, aumentando o tamanho do coma e da sua cauda. A sua cauda já atinge os 3 milhões de quilómetros, mas a tendência parece ser para aumentar. Dados de 23 Agosto 2011. Quando foi descoberto, o coma tinha um diâmetro de 80 mil quilómetros e a cauda tinha apenas 900 mil quilómetros. Entretanto, tem aumentado o seu corpo.

Ilustração daqui. Mostra-nos o posicionamento do cometa à data de 23 Agosto 2011.
Nesta data, o Elenin está localizado a 172 milhões de quilómetros do planeta Terra e percorre, em média, cerca de 2 milhões de quilómetros por dia. Em relação ao Sol, está a 95 milhões de quilómetros e deverá ter o seu periélio [máxima aproximação] no dia 10 de Setembro de 2011, ou seja, dentro de dias, quando estiver a 71 milhões de quilómetros da nossa estrela. O seu coma actual já vai em 213 mil quilómetros. A 10 de Outubro o cometa fará a sua máxima aproximação com a Terra, separados apenas por 35 milhões de quilómetros.

Parece que nada destes números constituem um problema grave, excepto num pormenor astrofísico: o nosso planeta, na sua órbita à volta do Sol, atravessará a cauda do cometa, podendo ser atingido por detritos do Elenin.  Consequências? Várias ou nenhuma. Só mesmo esperando. Também pode acontecer que o Elenin, por se aproximar tanto do Sol, se desintegre. Ninguém sabe ao certo.

No entanto, uma coisa é garantida: o cometa Elenin não colidirá com nenhum dos planetas do sistema solar, nem provocará qualquer efeito gravitacional nos objetos do nosso sistema.

A cauda do Elenin nem é especialmente grande, se a compararmos com a do cometa Hale-Bopp C/1995, que atingiu os 50 milhões de quilómetros. Surpreendente! A Terra possui um diâmetro de 12.713 km. Júpiter, o maior planeta do sistema solar tem 142.984 km de diâmetro. Úrano tem 51.118 km e Neptuno, 49.528km. O coma do Elenin já é várias vezes superior ao diâmetro da Terra, sendo maior do que Úrano e Neptuno.

O que neste momento já se calcula é que o Elenin parece ter uma órbita à volta do nosso Sol da ordem dos 12.000 anos [11.700]. Quem quiser pesquisar na internet, rapidamente chegará à conclusão que está a ser associado a nomes catastróficos como estes: Nibiru, Tyche, Planeta X, Hercóbulus...

Foto daqui e daqui.
Saiba tudo sobre a aproximação do cometa, clicando aqui.

Um outro olhar sobre o Elenin

A vez anterior que o Elenin se aproximou do nosso planeta e do Sol foi há cerca de 10.000 anos, mais concretamente no ano 9.800 A.C., no início do Neolítico. Esta nossa humanidade estava a dar os primeiros passos para tomar uma maior consciência de si mesma. Estavam a dar início à agricultura, ainda muito rudimentar, para complementar a sua alimentação com a caça. Davam início, também, à capacidade de domesticarem animais, pondo-os ao seu serviço ou para se alimentarem.

Essa época representou um enorme avanço evolutivo dos seres de então, pois abandonavam a vida nómada e começaram a criar raízes e a fixarem-se no terreno. Rapidamente passaram à condição de tribos ou clãs e, a partir daí, todos os conceitos que hoje conhecemos: a construção de casas, aldeias, vilas, cidades, países, em suma, iniciaram um processo de identificação grupal.

Os instrumentos usados nessa época ainda eram de pedra. Era o final da última Era Glaciar, que intercambiava com a entrada de novos conhecimentos.  Curiosamente, aqueles seres oriundos de África, nos milhares de anos anteriores, tinham-se espalhado por todo o lado, por todo o globo. Do Sul, subiram para Norte e deslocaram-se para Oeste e Este. Tinham-se instalado naqueles espaços geográficos que hoje conhecemos como Europa, Américas e Ásia. 

Eu não sou conhecedor da astrologia dos cometas. Na verdade, nunca me dediquei a este tema. Mas segundo parece, quando os cometas se aproximam do Sol, dá-se uma espécie de saltos quânticos na consciência da humanidade, trazendo mudanças e introduzindo maior aprofundamento do ser humano, quase sempre através de situações mais dramáticas, dependendo sempre do posicionamento do planeta Terra nessas ocasiões.

A 10 de Setembro de 2011, quando o Elenin estiver bem próximo do Sol, o seu posicionamento astrológico será em Câncer, no grau 22. Não sei como interpretar isto, mas também não me porei a inventar. Sei que seria fácil, pois bastava ligar o turbo da imaginação e da prosa bonita.

Conhece aquela palavra muito usada nos últimos anos: «alinhamento»? São conjunções planetárias. Como também sabe, tornou-se de vulgar, associar os chamados «alinhamentos» a situações que variam de graduação na sua interpretação: desde as profecias mais catastróficas, até grandes frases, todas muito bonitas, a apelar para o lado mais elevado do ser humano. Devido à orbita tremendamente elíptica deste cometa, têm-se verificado vários alinhamentos: na verdade, conjunções e oposições muito afastadas. Daquelas em que 1 grau de diferença significam milhões de quilómetros de afastamento. Mas o olho humano, como vê pontinhos pequenos, imagina isso como alinhamentos, pois através de potentes telescópios é o que parece ser: uma linha de pontinhos.

Já se começou a falar e muito no alinhamento do cometa Elenin com os planetas do nosso Sistema Solar, incluindo a Terra e, sobretudo a nossa estrela. A própria NASA tem emitido informações que conduzem a estas interpretações. 

Então, parece terem ocorrido estas situações, fruto dos tais alinhamentos:

- 27 Fevereiro 2010 - um terramoto 8,8º no Chile, provocando um tsunami no Pacífico. O Elenin estava a 6.03 AU da Terra. 

- 3 Setembro 2010 - novo alinhamento, com o Elenin a uma distância de 6.26 A.U. da Terra. Naquele dia, houve um terramoto de magnitude 7,1º na cidade de Christ Church (Nova Zelândia).

- 11 Março 2011 - houve o grande terramoto no Japão, com tsunami com o Elenin, novamente alinhado, a uma distância aproximada de 2.14 AU da Terra.

- 25 a 28 Setembro 2011 - O próximo alinhamento irá envolver Mercúrio, Terra e Sol, com o Elenin a uma distância aproximada de 2.14 AU da Terra.

- Entre os dias 22 a 24 Novembro 2011 a uma distância de 0.6 AU da Terra [34.569.964 quilómetros], fará nova conjunção (alinhamento). De facto, estará muito perto da Terra.

- Na verdade, o que acho insólito é que uma data mítica - 11/11/11 - aparentemente não está tocada nestas configurações do Elenin. É que vai haver o alinhamento (conjunção) exacto entre Mercúrio e Vénus. Quererá isto dizer que o Elenin pura e simplesmente será desfeito pelo Sol? Temos mesmo que aguardar.

O silêncio cada vez mais denso da NASA sobre a aproximação do cometa Elenin tem provocado as mais variadas suspeitas. O máximo que se conseguiu da NASA foi a informação que em Setembro/Outubro próximos pode cair na Terra uma «violenta chuva de meteoritos».


Mapa da descoberta do cometa Elenin

Mapa da descoberta do cometa Elenin.
Levantado por Jamie Partridge, do excelente «Darkstar Astrology».
Clicando no nome do blogue pode ler a análise feita, em inglês.
ACTUALIZAÇÃO

O cometa Elenin já foi dissolvido pelo Sol,
ao aproximar-se bastante deste, em Setembro 2011.
As especulações terminaram.

.
.

A ilha de Moçambique moderniza-se com a criação dos conhecidos «pedicabs» [riquexó a pedal] como meio de transporte local

23 de agosto de 2011 · 3 comentários

Foto recente (2011), editada por mim, e da autoria do amigo e conterrâneo sr. Ossemane Abdul Satar Daudo
Não tenho a certeza, mas parece que a comunidade municipal da ilha de Moçambique decidiu investir na construção de 4 «pedicabs» (tipo de riquexós, mas puxados por um tipo de triciclo). E fez muito bem. Só desejo que o alcatrão chegue depressa às ruas, para que as «pedicabeiras» que puxam os veículos não o façam de forma penosa. Reparem que o chão é de terra.

Em Portugal não há «pedicabs» pois a sua circulação é proibida pela legislação já ultrapassada em anos pela evolução dos acontecimento. O nosso Código da Estrada de Portugal proíbe activamente o transporte de passageiros (adultos) em velocípedes. E os «pedicabs» são classificados como velocípedes. Enquanto esta legislação obsoleta existir, a modernidade e o eco transporte não vai entrar por terras lusas.

«Pedicab» é o termo inglês para designar um triciclo-a-pedal-táxi, também conhecido por riquexó a pedal. 

Um «riquexó» é um «veículo de duas rodas para uma ou duas pessoas, puxado por uma pessoa a pé ou de bicicleta, frequente em cidades do Oriente». Existiam na ilha de Moçambique em quantidade e hoje, os poucos exemplares que restaram, estão guardados no museu. O riquexó surgiu inicialmente como sendo, basicamente, uma carroça puxada por uma pessoa, há cerca de 150 anos.


No Oriente, os riquexós estão a ser massivamente substituídos por «pedicabs»,
e ultimamente, já existem milhares de pedicabs motorizados.

Foto daqui. O chão ainda estava alcatroado.
Com a independência de Moçambique, os riquexós foram retirados de circulação.



Todos os «pedicabs» que a seguir apresento são de Nova Iorque e 
encontrados no site da empresa «Main Streets Padicabs, Inc.»


Em contrapartida, no Ocidente, vão aparecendo mais e mais, também muito ligado ao turismo, mas não só, e utilizando veículos modernos, mais eficientes e menos duros para os condutores. Nova Iorque é um dos muitos casos de sucesso da implantação deste veículo, que claramente, vai ao encontro dos ambientalistas e já lhes chamam «ecopedicabs». Não são de preço acessível, pois podem variar entre os 5.000 e os 10.000 euros por unidade.

Os primeiros «pedicabs» de Nova Iorque surgiram logo no início dos anos 90.
Não sei explicar a estranha sensação quando andei num deles. Gostei, mas senti que tinha
um ser humano a esforçar-se muito para me transportar. E isso que eu era bem menos pesado.


Alguns países que usam os «pedicabs» (por ordem alfabética):
Alemanha, Bengladesh, China, EUA (nas maiores cidades planas do país),
Filipinas, Índia, Indonésia, Inglaterra, Irlanda, Finlândia, Malásia, Polónia, Suiça,
e agora, também na Ilha de Moçambique. 


Um modelo mais moderno.


Publicidade tradicional nos pedicabs.



Mais publicidade (filmes), que dá rentabilidade aos seus proprietários.


.

DicasNet - Quer ter os comandos do seu blogue à mão e invisíveis aos seus leitores?

22 de agosto de 2011 · 5 comentários


Quando o leitor do «Cova do Urso» entra no blogue não consegue ver os comandos internos do blogue, assinalados a vermelho na ilustração acima, no topo da barra da direita. Se quiser pode clicar na ilustração para aumentar um pouco. Para facilitar a sua leitura, mostro  a seguir uma ilustração com esse texto:

Na verdade isto é um widget, à semelhança de outros que tenho no blogue. Ensinaram-me como fazer este widget há 3 anos e uso desde então. É o momento de partilhar com os amigos este modelo de funcionamento, que para mim, quando quero entrar no interior do blogue,  é muito mais prático do que clicar em «Painel» e a seguir clicar na página interna que pretendo utilizar.

Informação aos meus amigos do Brasil: o meu blogue está em português PT (de Portugal) e sei que os blogues do Blogger em português do Brasil, em alguns casos, não têm a mesma designação que a usada na versão de Portugal. Por isso, quem quiser usar o código html que mostro mais abaixo para fazer este widget, deve dar atenção às possíveis diferenças de designação que possa haver.

O código html mostrado mais abaixo, depois de feito, é instalado em «Elementos de páginas» [ver se é a mesma designação no Blogger Brasil], clicando em «Adicionar uma miniaplicação» e abrir em «HTML/JaveScript», salvando em seguida, colocando-o onde entender, no seu blogue. Por comodidade própria, eu optei por tê-lo no topo da barra direita do meu blogue. E ninguém o vê, a não ser eu próprio.


A seguir, em 2 ilustrações juntas, mostro-vos o código html. Se clicarem nas 2 ilustrações a seguir, ampliam-nas e assim, podem escrever, com cuidado, todo o html deste widget. Tive que usar uma  ilustração em vez do próprio texto (que seria mais fácil para copiar), por ainda não saber como fazê-lo de forma a mostrar o código html na íntegra, sem que o próprio blogue o transforme em widget.


Cada blogue tem um «blogID». Já deve ter reparado que, quando entra numa das páginas internas do seu blogue, no endereço, aparece algo parecido com isto (número fictício):

http://www.blogger.com/posts.g?blogID=8985572874590695321

No código html que indico acima, onde estão as cruzinhas a vermelho, coloquem o número do vosso «blogID». Se o seu Blogger está em português do Brasil, aproveite e escreva à frente das cruzinhas vermelhas, a designação que usam, em vez das que lá estão agora.

Este é post típico de Mercúrio retrógrado. Muito agradecido pela atenção. Quem quiser que se sirva.

.

O Sol entra em Virgem no dia 23 Agosto

19 de agosto de 2011 · 18 comentários



Deixo aqui uma breve descrição sobre os
níveis evolutivos do signo Virgem.


1º nível de evolução:

Informa sobre as doenças psicossomáticas, desequilíbrios físicos originados por desequilíbrios psíquicos. Revela o tipo de energia que temos tendência a somatizar, o tipo de doenças que se podem manifestar quando o organismo reage a formas equívocas de trabalho e produção. Quando aquilo que fazemos não afirma as nossas reais capacidades, mas é suporte de energia perversa. Entendendo por perversa toda a energia expressa por disfunção, quando exerce uma função que não lhe é adequada. Isto acontece sempre que se projecta no trabalho uma energia que não corresponde à qualidade do signo. Se o trabalho não nos remete à consciência de quem somos, se não se traduz em prazer que nasce da convicção das nossas capacidades próprias, úteis ao mundo dos outros, o desequilíbrio energético acontece e a doença manifesta-se. São todas as situações que correspondem a empregos de rotina, a trabalhos que denunciam obrigações esforçadas, desadaptação e não liberdade.



2º nível de evolução:


Neste nível podemos situar um trabalho já personalizado, mas ainda não individualizado. Um trabalho onde já se afirma uma qualquer capacidade própria, uma competência profissional que se traduz em realização, em afirmação pessoal. No entanto, ainda não altruísta, não generoso, não consciente do prazer da real contribuição.


3º nível de evolução:

Manifesta-se a dádiva do ser e o prazer de ser útil. Quando me disponibilizo e ponho a render quem Eu sou em benefício dos outros, quando ao concretizar o meu potencial de intervenção própria no mundo, vivo a consciência de enriquecer esse mesmo mundo dando o melhor de mim. Neste último nível a Casa 6 (que pertence a Virgem) é chamada a casa do serviço. Traduz a última resposta do homem quando já inteiramente responsável aceita o apelo final da sua encarnação.

Nascer com este signo significa que a pessoa vem aprender
a cultivar e desenvolver estas características:

Devoção serena, sem cegueira, tolerância, evitar preconceitos, atitudes abertas, bom senso, flexibilidade para dar apoio às opiniões dos outros, equilíbrio dos próprios sentimentos.

Parabéns a todas as pessoas do signo Virgem.

.

Parece que, para se ser um espiritualista moderno da Nova Era, é necessário ser contra...

17 de agosto de 2011 · 4 comentários


Parece que, para se ser um espiritualista moderno da Nova Era,
é necessário ser contra as religiões e igrejas, como a católica,
como se a espiritualidade praticada nestes meios,
fosse menos verdadeira...

A  ser assim, que me expliquem bem explicadinho,
o que fazem os jovens (cerca de 1,5 milhão), oriundos de 139 países,
em Madrid, para participarem no mega-evento
«Jornada Mundial da Juventude 2011» (26ª edição)?

Estão só na «farra»? Não existe espiritualidade na fé demonstrada assim?

Os modernos espiritualistas como explicam este fenómeno? 

 
.



Um abominável caso de fome, doença, abandono e miséria

16 de agosto de 2011 · 4 comentários

Convento de Mafra

Muito perto de um dos monumentos mais notáveis de Portugal,
no Beco da Toca da Raposa, na cidade de Mafra, está a acontecer
algo que pode invalidar o bom trabalho geral no município:
as pessoas abandonam gatos neste beco.
As consequências são desastrosas:


Saiba mais, lendo o blogue «Miaus e Latidos de Mafra»

Se pode acolher temporária ou definitivamente um gato,
os contactos estão no blogue. Clique aqui.


.

A violência ocorrida na Inglaterra assustou imenso o mundo ocidental

11 de agosto de 2011 · 6 comentários

Foto daqui.
A violência ocorrida na Inglaterra assustou imenso o mundo ocidental. Os media estão continuamente a transmitir essas informações. Não precisamos ser especialistas para percebermos que o rastilho inicial funcionou como uma onda, do género tsunami: trouxe ao de cima em todos os grupos, a natureza mais sombria do ser humano.

Rapidamente, o primeiro ímpeto de revolta contra o poder instituído [Plutão] transformou-se no habitual quando imensas hordas se juntam: destruição, pilhagens e maus tratos. As invasões bárbaras devem ter sido algo semelhante.

As informações que agora nos são dadas a nível sociológico dizem-nos duas coisas sobre esta violência: que são muito jovens e ociosos. E eu acrescentaria: e a maioria não passa fome.

Obviamente que o governo agiu e a polícia e tribunais ingleses estão muito ocupados a punirem os agressores. E é assim que tem que ser. Separar o trigo do joio vai ser uma tarefa árdua.

Os efeitos desta enorme quadratura no céu entre Úrano e Plutão não se vai ficar por aqui. Até 2016/7 iremos assistir a muitas situações.

O que aconteceu na Inglaterra não foi o início de qualquer coisa superior à compreensão mais comum, mas também não será o fim. Não nos podemos esquecer que em Portugal a «Geração à Rasca» também veio para a rua, só que a «violência» tinha outro nome: «protestos». No Médio Oriente os jovens lutaram por questões políticas, conseguindo resultados positivos em alguns países. Na Grécia, também houve movimentações similares. A diferença com o ocorrido na Inglaterra é que a nossa mente (a do mundo ocidental) consegue entender o acontecido nos outros países, mas tem medo dos acontecimentos ingleses. Sobressaltou milhões de pessoas. Também não sei como eu reagiria se morasse ou trabalhasse no meio de todo aquele turbilhão.

«Então, é possível acontecer isto num país símbolo da democracia?» Já sabemos que é possível. A democracia como sistema último e mais acabado desta humanidade também está ser posta em causa.

Não podemos perder de vista que estamos perante uma situação nova e que ninguém sabe em que se transformará. Astrologicamente, apenas sabemos que quando Plutão entrou em Capricórnio (2008) toda esta nossa civilização começou a abanar.

De qualquer maneira, independentemente dos objectivos dos jovens do Médio Oriente ou da Grécia ou de Portugal (questões políticas) serem diferentes do que tem acontecido na Inglaterra, temos que considerar que o Úrano é o mesmo e o objecto em causa (o poder instituído) também é o mesmo. A forma como se expressaram é que aparentemente pode diferir, mas não tanto assim.

De qualquer maneira, o que está a ficar a descoberto é a fragilidade de todos os sistemas, incluindo a «democracia».

Iremos continuar a assistir a episódios uranianos através do globo. Qualquer coisa pode despoletar e levantar estes excessos.

Em 2012 irá acentuar-se (como explico aqui), quando Úrano e Plutão fizerem nova quadratura exacta e irá num crescendo até 2014 quando com Marte em Balança/Libra (detrimento), e Júpiter em Câncer formarem uma grande cruz cardinal. Depois, continuará até 2016/7.

Creio que o que está a acontecer é exactamente a mudança de paradigma civilizacional. O mundo, depois de amanhã, não será igual ao de hoje. Já está a ser uma grande varridela nos hábitos adquiridos nos últimos 250 anos.

Vamos ter que olhar bem de frente para a enorme Sombra que somos nós próprios.

Eu sei que escolhi uma foto que ilustra a violência doméstica. Será assim tão diferente destas violências que tanto se fala?

.

A violência em Londres - mais um exemplo daquilo que tenho comentado muito: a quadratura entre Úrano e Plutão

10 de agosto de 2011 · 9 comentários


Mapa da Inglaterra: 25 Dezembro 1066
Data da coroação de William, o Conquistador

Em termos meramente astrológicos, os acontecimentos em Londres inserem-se em outros movimentos espalhados por todo o mundo, que consoante os mapas dos países, manifestam-se de diferentes maneiras.   Se na Inglaterra encontramos violência física, na América vemos um Presidente enfraquecido, a enfrentar questões financeiras em larga escala. Isto apenas para dar breves exemplos.

Estou sempre a falar do mesmo: Úrano em Carneiro/Áries [coisas repentinas, o inesperado] a fazer funcionar a muito esperada quadratura [uma situação tensa e difícil, como esticar e rebentar] com Plutão em Capricórnio [o poder instituído], Em signos cardinais, dando maior ênfase aos acontecimentos. Uma quadratura que começou em 2011 e terminará em 2017.

De salientar o seguinte, no mapa da Inglaterra: Úrano em trânsito não faz aspectos aos planetas natais. Demasiado poderoso e dominante. A acompanhá-lo, temos Marte, o Senhor da Guerra, também sem aspectos, excepto um trígono a Plutão, dando-lhe ainda maior poder.




.

A revelação sobre o 2012 - uma dica que pode interessar a muitos

9 de agosto de 2011 · 9 comentários


Acabei de ouvir e pareceu-me interessante partilhar com os leitores. Todos sabemos que o dia 21 de Dezembro de 2012 é apontado como o fim do mundo.

Não acredito nisso e afirmei-o nas minhas previsões para 2012, aqui.

Que se pode fazer no dia 21 de Dezembro de 2012?  Em Portugal, por exemplo, e devido à tradição, pode-se pôr o bacalhau de molho, pois daí a 3 dias será a consoada natalícia.

.

Revelação da alma

· 4 comentários


Enviado por Sónia Santos Oliveira - www.oteucaminho.blogspot.com














.

31 de agosto de 2011

Rio 2016 - Parque Olímpico - O projecto vencedor


 As 3 ilustrações deste post foram recolhidas no site «Rio 2016» - aqui

«O projeto define como serão ocupados os espaços públicos, praças e parques, além da disposição das instalações permanentes e temporárias e dos futuros empreendimentos imobiliários a serem construídos na área. Neste primeiro momento, o plano é conceitual.»

O projeto vencedor se destacou para a comissão julgadora “por conta do conceito de operação, o acesso separado para atletas e público, a logística do sistema de transportes, a viabilidade de execução e uma via exclusiva para estacionamento. Já no legado que o projeto deixará para a cidade, os destaques foram a preservação ambiental, a viabilidade de manutenção e a preservação da lagoa da região”


«Dois cenários foram previstos: o modo Jogos Olímpicos (acima), em que se deve assegurar as melhores condições para a realização das competições; e o modo Legado (abaixo), que garante a viabilidade da implantação de novos empreendimentos de forma sustentável após os Jogos.» Por isso, ser chamado de «Legado 2030».


.

27 de agosto de 2011

Terje Sørgjerd - TSO Photography


Todas as fotos deste post são de autoria do fotógrafo norueguês
Terje Sørgjerd - TSO Photography

Seus links:

Os trabalhos do fotógrafo norueguês Terje Sørgjerd foram publicados muitas vezes em alguns dos maiores media do mundo: CNN, NBC, Today EUA, Reuters, Discovery Channel, NatGeo, The Weather Channel Guardian, Wall Street Journal e The Washington Post, Good Morning America, só para citar apenas alguns.

TSO é provavelmente mais conhecido pelas suas surpreendentes e originais fotografias do vulcão Eyjafjallajokull (Islândia), que eclodiu em 2010, deixando um impacto imediato na nossa sociedade moderna devido à suspensão do tráfego aéreo entre a América do Norte e Europa durante mais de uma semana.

A fotografia do topo deu a volta ao mundo, a quando da erupção do vulcão Eyjafjallajokull, na Islândia. O fotógrafo Terje Sørgjerd tinha estado na véspera da erupção a fotografar a região, carregando com 40 kg de material fotográfico, quando foi surpreendido pelo evento.

Clique aqui, para ver o álbum de fotos do vulcão na Islândia.


Em El Teide [3.718 metros], na ilha de Tenerife, Canárias, Espanha. Visão da Via Láctea. O fotógrafo acampou durante uma semana e fotografou a nossa Via Láctea nas mais variadas horas do dia e da noite. O resultado pode ser visto em vídeo, intitulado «The Mountain», durante 3 mitutos e nove segundos, aqui - Esta série de fotos tocam-me muito de perto, pois vivi na ilha de Tenerife, entre 1983 e 1988, tendo visitado várias vezes El Teide.


Aurora boreal no grau 70 do Hemisfério Norte, a 52 km de Kirkenes, com a temperatura de 15º negativos. Na prática o que estamos a ver é uma tempestade solar.


Monument Valley Tribal Park.


O fotógrafo Terje Sørgjerd nas ilhas Fiji em 2010.


No Hawaii.


Na Jamaica.


No Grand Canyon.


Na ilha Mljet, Croácia.


Lysefjorden, Noruega.


No sudoeste americano.

Recomendo que veja os vídeos: 

.

24 de agosto de 2011

Cometa Elenin

Imagem da NASA, do cometa Elenin, em 6 Agosto 2011. Foto daqui.
Informações e ideias recolhidas nos seguintes blogues/sites:
«Darkstar Astrology» - «AstroPT» - «NASA/Stereo» - «Apolo11» - «Wikipedia»

Cometa é um corpo menor do sistema solar que orbita o Sol. Quando se aproxima do Sol, um cometa passa a exibir uma atmosfera difusa, denominada coma e uma cauda, ambas causadas pelos efeitos da radiação solar sobre o núcleo cometário. Os núcleos cometários são compostos de gelo, poeira e fragmentos rochosos, variando em tamanho de alguns metros até algumas dezenas de quilómetros. Acredita-se que os cometas de período curto tenham a sua origem no Cinturão de Kuiper, ou no seu disco de espalhamento, que fica além da órbita de Neptuno. Já os cometas de longo período, acredita-se que se originam na Nuvem de Oort. - Fonte Wikipedia.

Cometa Elenin

Não há 2 cometas com comportamentos iguais. Não têm luz própria e só se tornam brilhantes ao se aproximarem do Sol. O núcleo do cometa incha e forma o coma, que é uma espécie de atmosfera que faz com que brilhe e seja visível nos telescópios ou a olho nu. Esse calor gerado no núcleo produz uma cauda, que varia muito de tamanho.

O cometa Elenin foi descoberto a 10 de Dezembro de 2010 pelo astrónomo russo Leonid Elenin, através de um dos telescópios robóticos do International Scientific Optical Network, instalado no Novo México, EUA. Desde a sua recente descoberta, tem sido objecto de contínuas análises científicas e, também, de muitas especulações. Na verdade, parece que ninguém sabe muito bem o que pode acontecer. Mas já existem associações de ideias sobre certos eventos ocorridos no nosso planeta Terra, identificando a causa como sendo provocada pela trajectória do Elenin no nosso sistema solar.

Como é um cometa novo no nosso sistema, não há ainda profundos conhecimentos sobre este corpo celeste. Os números que vou indicar a seguir, estão a ser continuamente corrigidos e actualizados pela NASA e outros observatórios. A única certeza que os cientistas têm é que o Elenin, ao aproximar-se do nosso Sol, mais material sólido do seu núcleo [3,5 Km de diâmetro] tem sido ejectado, aumentando o tamanho do coma e da sua cauda. A sua cauda já atinge os 3 milhões de quilómetros, mas a tendência parece ser para aumentar. Dados de 23 Agosto 2011. Quando foi descoberto, o coma tinha um diâmetro de 80 mil quilómetros e a cauda tinha apenas 900 mil quilómetros. Entretanto, tem aumentado o seu corpo.

Ilustração daqui. Mostra-nos o posicionamento do cometa à data de 23 Agosto 2011.
Nesta data, o Elenin está localizado a 172 milhões de quilómetros do planeta Terra e percorre, em média, cerca de 2 milhões de quilómetros por dia. Em relação ao Sol, está a 95 milhões de quilómetros e deverá ter o seu periélio [máxima aproximação] no dia 10 de Setembro de 2011, ou seja, dentro de dias, quando estiver a 71 milhões de quilómetros da nossa estrela. O seu coma actual já vai em 213 mil quilómetros. A 10 de Outubro o cometa fará a sua máxima aproximação com a Terra, separados apenas por 35 milhões de quilómetros.

Parece que nada destes números constituem um problema grave, excepto num pormenor astrofísico: o nosso planeta, na sua órbita à volta do Sol, atravessará a cauda do cometa, podendo ser atingido por detritos do Elenin.  Consequências? Várias ou nenhuma. Só mesmo esperando. Também pode acontecer que o Elenin, por se aproximar tanto do Sol, se desintegre. Ninguém sabe ao certo.

No entanto, uma coisa é garantida: o cometa Elenin não colidirá com nenhum dos planetas do sistema solar, nem provocará qualquer efeito gravitacional nos objetos do nosso sistema.

A cauda do Elenin nem é especialmente grande, se a compararmos com a do cometa Hale-Bopp C/1995, que atingiu os 50 milhões de quilómetros. Surpreendente! A Terra possui um diâmetro de 12.713 km. Júpiter, o maior planeta do sistema solar tem 142.984 km de diâmetro. Úrano tem 51.118 km e Neptuno, 49.528km. O coma do Elenin já é várias vezes superior ao diâmetro da Terra, sendo maior do que Úrano e Neptuno.

O que neste momento já se calcula é que o Elenin parece ter uma órbita à volta do nosso Sol da ordem dos 12.000 anos [11.700]. Quem quiser pesquisar na internet, rapidamente chegará à conclusão que está a ser associado a nomes catastróficos como estes: Nibiru, Tyche, Planeta X, Hercóbulus...

Foto daqui e daqui.
Saiba tudo sobre a aproximação do cometa, clicando aqui.

Um outro olhar sobre o Elenin

A vez anterior que o Elenin se aproximou do nosso planeta e do Sol foi há cerca de 10.000 anos, mais concretamente no ano 9.800 A.C., no início do Neolítico. Esta nossa humanidade estava a dar os primeiros passos para tomar uma maior consciência de si mesma. Estavam a dar início à agricultura, ainda muito rudimentar, para complementar a sua alimentação com a caça. Davam início, também, à capacidade de domesticarem animais, pondo-os ao seu serviço ou para se alimentarem.

Essa época representou um enorme avanço evolutivo dos seres de então, pois abandonavam a vida nómada e começaram a criar raízes e a fixarem-se no terreno. Rapidamente passaram à condição de tribos ou clãs e, a partir daí, todos os conceitos que hoje conhecemos: a construção de casas, aldeias, vilas, cidades, países, em suma, iniciaram um processo de identificação grupal.

Os instrumentos usados nessa época ainda eram de pedra. Era o final da última Era Glaciar, que intercambiava com a entrada de novos conhecimentos.  Curiosamente, aqueles seres oriundos de África, nos milhares de anos anteriores, tinham-se espalhado por todo o lado, por todo o globo. Do Sul, subiram para Norte e deslocaram-se para Oeste e Este. Tinham-se instalado naqueles espaços geográficos que hoje conhecemos como Europa, Américas e Ásia. 

Eu não sou conhecedor da astrologia dos cometas. Na verdade, nunca me dediquei a este tema. Mas segundo parece, quando os cometas se aproximam do Sol, dá-se uma espécie de saltos quânticos na consciência da humanidade, trazendo mudanças e introduzindo maior aprofundamento do ser humano, quase sempre através de situações mais dramáticas, dependendo sempre do posicionamento do planeta Terra nessas ocasiões.

A 10 de Setembro de 2011, quando o Elenin estiver bem próximo do Sol, o seu posicionamento astrológico será em Câncer, no grau 22. Não sei como interpretar isto, mas também não me porei a inventar. Sei que seria fácil, pois bastava ligar o turbo da imaginação e da prosa bonita.

Conhece aquela palavra muito usada nos últimos anos: «alinhamento»? São conjunções planetárias. Como também sabe, tornou-se de vulgar, associar os chamados «alinhamentos» a situações que variam de graduação na sua interpretação: desde as profecias mais catastróficas, até grandes frases, todas muito bonitas, a apelar para o lado mais elevado do ser humano. Devido à orbita tremendamente elíptica deste cometa, têm-se verificado vários alinhamentos: na verdade, conjunções e oposições muito afastadas. Daquelas em que 1 grau de diferença significam milhões de quilómetros de afastamento. Mas o olho humano, como vê pontinhos pequenos, imagina isso como alinhamentos, pois através de potentes telescópios é o que parece ser: uma linha de pontinhos.

Já se começou a falar e muito no alinhamento do cometa Elenin com os planetas do nosso Sistema Solar, incluindo a Terra e, sobretudo a nossa estrela. A própria NASA tem emitido informações que conduzem a estas interpretações. 

Então, parece terem ocorrido estas situações, fruto dos tais alinhamentos:

- 27 Fevereiro 2010 - um terramoto 8,8º no Chile, provocando um tsunami no Pacífico. O Elenin estava a 6.03 AU da Terra. 

- 3 Setembro 2010 - novo alinhamento, com o Elenin a uma distância de 6.26 A.U. da Terra. Naquele dia, houve um terramoto de magnitude 7,1º na cidade de Christ Church (Nova Zelândia).

- 11 Março 2011 - houve o grande terramoto no Japão, com tsunami com o Elenin, novamente alinhado, a uma distância aproximada de 2.14 AU da Terra.

- 25 a 28 Setembro 2011 - O próximo alinhamento irá envolver Mercúrio, Terra e Sol, com o Elenin a uma distância aproximada de 2.14 AU da Terra.

- Entre os dias 22 a 24 Novembro 2011 a uma distância de 0.6 AU da Terra [34.569.964 quilómetros], fará nova conjunção (alinhamento). De facto, estará muito perto da Terra.

- Na verdade, o que acho insólito é que uma data mítica - 11/11/11 - aparentemente não está tocada nestas configurações do Elenin. É que vai haver o alinhamento (conjunção) exacto entre Mercúrio e Vénus. Quererá isto dizer que o Elenin pura e simplesmente será desfeito pelo Sol? Temos mesmo que aguardar.

O silêncio cada vez mais denso da NASA sobre a aproximação do cometa Elenin tem provocado as mais variadas suspeitas. O máximo que se conseguiu da NASA foi a informação que em Setembro/Outubro próximos pode cair na Terra uma «violenta chuva de meteoritos».


Mapa da descoberta do cometa Elenin

Mapa da descoberta do cometa Elenin.
Levantado por Jamie Partridge, do excelente «Darkstar Astrology».
Clicando no nome do blogue pode ler a análise feita, em inglês.
ACTUALIZAÇÃO

O cometa Elenin já foi dissolvido pelo Sol,
ao aproximar-se bastante deste, em Setembro 2011.
As especulações terminaram.

.
.

23 de agosto de 2011

A ilha de Moçambique moderniza-se com a criação dos conhecidos «pedicabs» [riquexó a pedal] como meio de transporte local

Foto recente (2011), editada por mim, e da autoria do amigo e conterrâneo sr. Ossemane Abdul Satar Daudo
Não tenho a certeza, mas parece que a comunidade municipal da ilha de Moçambique decidiu investir na construção de 4 «pedicabs» (tipo de riquexós, mas puxados por um tipo de triciclo). E fez muito bem. Só desejo que o alcatrão chegue depressa às ruas, para que as «pedicabeiras» que puxam os veículos não o façam de forma penosa. Reparem que o chão é de terra.

Em Portugal não há «pedicabs» pois a sua circulação é proibida pela legislação já ultrapassada em anos pela evolução dos acontecimento. O nosso Código da Estrada de Portugal proíbe activamente o transporte de passageiros (adultos) em velocípedes. E os «pedicabs» são classificados como velocípedes. Enquanto esta legislação obsoleta existir, a modernidade e o eco transporte não vai entrar por terras lusas.

«Pedicab» é o termo inglês para designar um triciclo-a-pedal-táxi, também conhecido por riquexó a pedal. 

Um «riquexó» é um «veículo de duas rodas para uma ou duas pessoas, puxado por uma pessoa a pé ou de bicicleta, frequente em cidades do Oriente». Existiam na ilha de Moçambique em quantidade e hoje, os poucos exemplares que restaram, estão guardados no museu. O riquexó surgiu inicialmente como sendo, basicamente, uma carroça puxada por uma pessoa, há cerca de 150 anos.


No Oriente, os riquexós estão a ser massivamente substituídos por «pedicabs»,
e ultimamente, já existem milhares de pedicabs motorizados.

Foto daqui. O chão ainda estava alcatroado.
Com a independência de Moçambique, os riquexós foram retirados de circulação.



Todos os «pedicabs» que a seguir apresento são de Nova Iorque e 
encontrados no site da empresa «Main Streets Padicabs, Inc.»


Em contrapartida, no Ocidente, vão aparecendo mais e mais, também muito ligado ao turismo, mas não só, e utilizando veículos modernos, mais eficientes e menos duros para os condutores. Nova Iorque é um dos muitos casos de sucesso da implantação deste veículo, que claramente, vai ao encontro dos ambientalistas e já lhes chamam «ecopedicabs». Não são de preço acessível, pois podem variar entre os 5.000 e os 10.000 euros por unidade.

Os primeiros «pedicabs» de Nova Iorque surgiram logo no início dos anos 90.
Não sei explicar a estranha sensação quando andei num deles. Gostei, mas senti que tinha
um ser humano a esforçar-se muito para me transportar. E isso que eu era bem menos pesado.


Alguns países que usam os «pedicabs» (por ordem alfabética):
Alemanha, Bengladesh, China, EUA (nas maiores cidades planas do país),
Filipinas, Índia, Indonésia, Inglaterra, Irlanda, Finlândia, Malásia, Polónia, Suiça,
e agora, também na Ilha de Moçambique. 


Um modelo mais moderno.


Publicidade tradicional nos pedicabs.



Mais publicidade (filmes), que dá rentabilidade aos seus proprietários.


.

22 de agosto de 2011

DicasNet - Quer ter os comandos do seu blogue à mão e invisíveis aos seus leitores?


Quando o leitor do «Cova do Urso» entra no blogue não consegue ver os comandos internos do blogue, assinalados a vermelho na ilustração acima, no topo da barra da direita. Se quiser pode clicar na ilustração para aumentar um pouco. Para facilitar a sua leitura, mostro  a seguir uma ilustração com esse texto:

Na verdade isto é um widget, à semelhança de outros que tenho no blogue. Ensinaram-me como fazer este widget há 3 anos e uso desde então. É o momento de partilhar com os amigos este modelo de funcionamento, que para mim, quando quero entrar no interior do blogue,  é muito mais prático do que clicar em «Painel» e a seguir clicar na página interna que pretendo utilizar.

Informação aos meus amigos do Brasil: o meu blogue está em português PT (de Portugal) e sei que os blogues do Blogger em português do Brasil, em alguns casos, não têm a mesma designação que a usada na versão de Portugal. Por isso, quem quiser usar o código html que mostro mais abaixo para fazer este widget, deve dar atenção às possíveis diferenças de designação que possa haver.

O código html mostrado mais abaixo, depois de feito, é instalado em «Elementos de páginas» [ver se é a mesma designação no Blogger Brasil], clicando em «Adicionar uma miniaplicação» e abrir em «HTML/JaveScript», salvando em seguida, colocando-o onde entender, no seu blogue. Por comodidade própria, eu optei por tê-lo no topo da barra direita do meu blogue. E ninguém o vê, a não ser eu próprio.


A seguir, em 2 ilustrações juntas, mostro-vos o código html. Se clicarem nas 2 ilustrações a seguir, ampliam-nas e assim, podem escrever, com cuidado, todo o html deste widget. Tive que usar uma  ilustração em vez do próprio texto (que seria mais fácil para copiar), por ainda não saber como fazê-lo de forma a mostrar o código html na íntegra, sem que o próprio blogue o transforme em widget.


Cada blogue tem um «blogID». Já deve ter reparado que, quando entra numa das páginas internas do seu blogue, no endereço, aparece algo parecido com isto (número fictício):

http://www.blogger.com/posts.g?blogID=8985572874590695321

No código html que indico acima, onde estão as cruzinhas a vermelho, coloquem o número do vosso «blogID». Se o seu Blogger está em português do Brasil, aproveite e escreva à frente das cruzinhas vermelhas, a designação que usam, em vez das que lá estão agora.

Este é post típico de Mercúrio retrógrado. Muito agradecido pela atenção. Quem quiser que se sirva.

.

19 de agosto de 2011

O Sol entra em Virgem no dia 23 Agosto



Deixo aqui uma breve descrição sobre os
níveis evolutivos do signo Virgem.


1º nível de evolução:

Informa sobre as doenças psicossomáticas, desequilíbrios físicos originados por desequilíbrios psíquicos. Revela o tipo de energia que temos tendência a somatizar, o tipo de doenças que se podem manifestar quando o organismo reage a formas equívocas de trabalho e produção. Quando aquilo que fazemos não afirma as nossas reais capacidades, mas é suporte de energia perversa. Entendendo por perversa toda a energia expressa por disfunção, quando exerce uma função que não lhe é adequada. Isto acontece sempre que se projecta no trabalho uma energia que não corresponde à qualidade do signo. Se o trabalho não nos remete à consciência de quem somos, se não se traduz em prazer que nasce da convicção das nossas capacidades próprias, úteis ao mundo dos outros, o desequilíbrio energético acontece e a doença manifesta-se. São todas as situações que correspondem a empregos de rotina, a trabalhos que denunciam obrigações esforçadas, desadaptação e não liberdade.



2º nível de evolução:


Neste nível podemos situar um trabalho já personalizado, mas ainda não individualizado. Um trabalho onde já se afirma uma qualquer capacidade própria, uma competência profissional que se traduz em realização, em afirmação pessoal. No entanto, ainda não altruísta, não generoso, não consciente do prazer da real contribuição.


3º nível de evolução:

Manifesta-se a dádiva do ser e o prazer de ser útil. Quando me disponibilizo e ponho a render quem Eu sou em benefício dos outros, quando ao concretizar o meu potencial de intervenção própria no mundo, vivo a consciência de enriquecer esse mesmo mundo dando o melhor de mim. Neste último nível a Casa 6 (que pertence a Virgem) é chamada a casa do serviço. Traduz a última resposta do homem quando já inteiramente responsável aceita o apelo final da sua encarnação.

Nascer com este signo significa que a pessoa vem aprender
a cultivar e desenvolver estas características:

Devoção serena, sem cegueira, tolerância, evitar preconceitos, atitudes abertas, bom senso, flexibilidade para dar apoio às opiniões dos outros, equilíbrio dos próprios sentimentos.

Parabéns a todas as pessoas do signo Virgem.

.

17 de agosto de 2011

Parece que, para se ser um espiritualista moderno da Nova Era, é necessário ser contra...


Parece que, para se ser um espiritualista moderno da Nova Era,
é necessário ser contra as religiões e igrejas, como a católica,
como se a espiritualidade praticada nestes meios,
fosse menos verdadeira...

A  ser assim, que me expliquem bem explicadinho,
o que fazem os jovens (cerca de 1,5 milhão), oriundos de 139 países,
em Madrid, para participarem no mega-evento
«Jornada Mundial da Juventude 2011» (26ª edição)?

Estão só na «farra»? Não existe espiritualidade na fé demonstrada assim?

Os modernos espiritualistas como explicam este fenómeno? 

 
.



16 de agosto de 2011

Um abominável caso de fome, doença, abandono e miséria

Convento de Mafra

Muito perto de um dos monumentos mais notáveis de Portugal,
no Beco da Toca da Raposa, na cidade de Mafra, está a acontecer
algo que pode invalidar o bom trabalho geral no município:
as pessoas abandonam gatos neste beco.
As consequências são desastrosas:


Saiba mais, lendo o blogue «Miaus e Latidos de Mafra»

Se pode acolher temporária ou definitivamente um gato,
os contactos estão no blogue. Clique aqui.


.

11 de agosto de 2011

A violência ocorrida na Inglaterra assustou imenso o mundo ocidental

Foto daqui.
A violência ocorrida na Inglaterra assustou imenso o mundo ocidental. Os media estão continuamente a transmitir essas informações. Não precisamos ser especialistas para percebermos que o rastilho inicial funcionou como uma onda, do género tsunami: trouxe ao de cima em todos os grupos, a natureza mais sombria do ser humano.

Rapidamente, o primeiro ímpeto de revolta contra o poder instituído [Plutão] transformou-se no habitual quando imensas hordas se juntam: destruição, pilhagens e maus tratos. As invasões bárbaras devem ter sido algo semelhante.

As informações que agora nos são dadas a nível sociológico dizem-nos duas coisas sobre esta violência: que são muito jovens e ociosos. E eu acrescentaria: e a maioria não passa fome.

Obviamente que o governo agiu e a polícia e tribunais ingleses estão muito ocupados a punirem os agressores. E é assim que tem que ser. Separar o trigo do joio vai ser uma tarefa árdua.

Os efeitos desta enorme quadratura no céu entre Úrano e Plutão não se vai ficar por aqui. Até 2016/7 iremos assistir a muitas situações.

O que aconteceu na Inglaterra não foi o início de qualquer coisa superior à compreensão mais comum, mas também não será o fim. Não nos podemos esquecer que em Portugal a «Geração à Rasca» também veio para a rua, só que a «violência» tinha outro nome: «protestos». No Médio Oriente os jovens lutaram por questões políticas, conseguindo resultados positivos em alguns países. Na Grécia, também houve movimentações similares. A diferença com o ocorrido na Inglaterra é que a nossa mente (a do mundo ocidental) consegue entender o acontecido nos outros países, mas tem medo dos acontecimentos ingleses. Sobressaltou milhões de pessoas. Também não sei como eu reagiria se morasse ou trabalhasse no meio de todo aquele turbilhão.

«Então, é possível acontecer isto num país símbolo da democracia?» Já sabemos que é possível. A democracia como sistema último e mais acabado desta humanidade também está ser posta em causa.

Não podemos perder de vista que estamos perante uma situação nova e que ninguém sabe em que se transformará. Astrologicamente, apenas sabemos que quando Plutão entrou em Capricórnio (2008) toda esta nossa civilização começou a abanar.

De qualquer maneira, independentemente dos objectivos dos jovens do Médio Oriente ou da Grécia ou de Portugal (questões políticas) serem diferentes do que tem acontecido na Inglaterra, temos que considerar que o Úrano é o mesmo e o objecto em causa (o poder instituído) também é o mesmo. A forma como se expressaram é que aparentemente pode diferir, mas não tanto assim.

De qualquer maneira, o que está a ficar a descoberto é a fragilidade de todos os sistemas, incluindo a «democracia».

Iremos continuar a assistir a episódios uranianos através do globo. Qualquer coisa pode despoletar e levantar estes excessos.

Em 2012 irá acentuar-se (como explico aqui), quando Úrano e Plutão fizerem nova quadratura exacta e irá num crescendo até 2014 quando com Marte em Balança/Libra (detrimento), e Júpiter em Câncer formarem uma grande cruz cardinal. Depois, continuará até 2016/7.

Creio que o que está a acontecer é exactamente a mudança de paradigma civilizacional. O mundo, depois de amanhã, não será igual ao de hoje. Já está a ser uma grande varridela nos hábitos adquiridos nos últimos 250 anos.

Vamos ter que olhar bem de frente para a enorme Sombra que somos nós próprios.

Eu sei que escolhi uma foto que ilustra a violência doméstica. Será assim tão diferente destas violências que tanto se fala?

.

10 de agosto de 2011

A violência em Londres - mais um exemplo daquilo que tenho comentado muito: a quadratura entre Úrano e Plutão


Mapa da Inglaterra: 25 Dezembro 1066
Data da coroação de William, o Conquistador

Em termos meramente astrológicos, os acontecimentos em Londres inserem-se em outros movimentos espalhados por todo o mundo, que consoante os mapas dos países, manifestam-se de diferentes maneiras.   Se na Inglaterra encontramos violência física, na América vemos um Presidente enfraquecido, a enfrentar questões financeiras em larga escala. Isto apenas para dar breves exemplos.

Estou sempre a falar do mesmo: Úrano em Carneiro/Áries [coisas repentinas, o inesperado] a fazer funcionar a muito esperada quadratura [uma situação tensa e difícil, como esticar e rebentar] com Plutão em Capricórnio [o poder instituído], Em signos cardinais, dando maior ênfase aos acontecimentos. Uma quadratura que começou em 2011 e terminará em 2017.

De salientar o seguinte, no mapa da Inglaterra: Úrano em trânsito não faz aspectos aos planetas natais. Demasiado poderoso e dominante. A acompanhá-lo, temos Marte, o Senhor da Guerra, também sem aspectos, excepto um trígono a Plutão, dando-lhe ainda maior poder.




.

9 de agosto de 2011

A revelação sobre o 2012 - uma dica que pode interessar a muitos


Acabei de ouvir e pareceu-me interessante partilhar com os leitores. Todos sabemos que o dia 21 de Dezembro de 2012 é apontado como o fim do mundo.

Não acredito nisso e afirmei-o nas minhas previsões para 2012, aqui.

Que se pode fazer no dia 21 de Dezembro de 2012?  Em Portugal, por exemplo, e devido à tradição, pode-se pôr o bacalhau de molho, pois daí a 3 dias será a consoada natalícia.

.

Revelação da alma


Enviado por Sónia Santos Oliveira - www.oteucaminho.blogspot.com














.

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates