Já não é necessário registo para aceder ao site da Escola de Astrologia Nova-Lis

30 de abril de 2010 · 15 comentários


Como muitos dos nossos leitores se recordam, o site da «Escola de Astrologia Nova-Lis» comemorou no passado dia 19 de Março, o seu 3º aniversário. Desde Março de 2007 até à data, era necessário registar-se no site para aceder a cerca de 85% do seu conteúdo.

A partir de hoje, o acesso a todo o site está completamente disponível para os leitores interessados.

Não necessita fazer o registo (login).

Eclipse - The Twilight Saga

28 de abril de 2010 · 5 comentários

Kristen Stewart como 'Bella Swan', Robert Pattinson como 'Edward Cullen', e Taylor Lautner como 'Jacob Black'.

Talvez alguns dos leitores deste blogue se lembrem deste post. A saga vai continuar. O terceiro filme da saga «Twilight» tem o título de «Eclipse» e a estreia mundial esta marcada para 30 de Junho. Na devida altura, haverá por aqui um comentário mais alargado a este filme. Entretanto, ficam aqui uns apontamentos de imagens e vídeos.

Enquanto a cidade de Seattle é devastada por uma sequência de mortes misteriosas, um vampiro continua a sua busca pela vingança, Bella novamente encontra-se rodeada de perigo. Em meio a tudo isso, Bella é forçada a escolher entre o seu amor por Edward e a sua amizade com Jacob - sabendo que a sua decisão tem o potencial de reacender o conflito perene entre vampiros e lobisomens. É mais uma decisão para tomar: vida ou morte.”




Os Nomes de Deus

26 de abril de 2010 · 75 comentários



Blogagem coletiva organizada pela Glorinha Leão,
do blog «Café com Bolos»
http://cafecomglorinha.blogspot.com






Certamente o nome mais popular e conhecido de Deus é o Tetragrammaton, que significa "o grande nome de quatro letras". Essas letras são YHVH ou YHWH. A maioria das autoridades bíblicas pronunciam este nome como Yaweh ou Ieve e os povos cristãos como Jeová, mas a verdadeira forma de pronunciar o nome divino é desconhecida. Nos tempos bíblicos apenas o sacerdote do tempo sabia como pronunciar o nome, que pronunciava apenas uma vez por ano. Uma vez que o idioma hebraico não contém vogais, é composto apenas de consoantes, para saber como se deve pronunciar uma palavra colocam—se uma série de pontos por baixo das letras, os quais indicam o som da vogal correspondente. Por exemplo, se quiséssemos escrever a palavra "casa" sem vogais, escreveríamos "cs". Mas isto não nos diz qual a palavra indicada por aquelas letras, pois há outras como caso, coisa, ocaso, acusa, aceso, que se podem escrever com as consoantes c e s. Para saber qual destas palavras está indicada por "cs", é necessário indicar quais são as vogais da palavra e onde estão colocadas. Em hebraico, isso resolve—se com um ou mais pontos debaixo das consoantes de uma palavra. Os pontos dizem ao leitor como se lê ou pronuncia a palavra.




No caso de YHVH, os pontos que decidem como se pronuncia este nome perderam—se com o decorrer dos milénios. O nome YHVH é frequentemente interpretado como "Aquele que É".

Entre outros nomes conhecidos de Deus temos Elohim, traduzido como Senhor Deus, e Jah, que é o nome utilizado no Aleluia (Hallelujah), o louvor a Deus. Hallel significa louvor e Jah significa Deus. Outro nome mencionado nas escrituras é o que o próprio Deus transmitiu, do arbusto ardente, a Moisés. Quando o Dador da Lei perguntou ao Criador qual era o seu nome, este disse—lhe: Ejeieh Asher Ejeieh, ou seja, Eu Sou o que Sou. Quer dizer, Deus disse a Moisés, eu não preciso de nome porque simplesmente SOU. Mas o nome do poder de Deus, no qual está encerrada a sua Glória e o seu ser é YHVH, por isso as escrituras dizem que Deus e o seu nome são Um, o que quer dizer que o nome de Deus, YHVH, é Deus.

Conhecer o nome de Deus equivale a conhecê—lo a Ele e a ser merecedor da sua graça e protecção. Enoch vai mais longe e apresenta uma lista com os setenta nomes de Deus que podem ser pronunciados e adverte que existem muitos mais, que estão proibidos de ser pronunciados.


Os setenta nomes de Deus que podem ser invocados, segundo Enoch, são os seguintes:

1. Hadiriron YHVH das Hostes, Santo, Santo, Santo
2. Meromiron
3. Beroradin
4. Neuriron
5. Gebiriron
6. Kebiriron
7. Dorriron
8. Sebiroron
9. Zehiroron
10. Hadidron
11. Webidridron
12. Wediriron
13. Peruriron
14. Hisiriron
15. Ledoriron
16. Tatbiron
17. Satriron
18. Adiriron
19. Dekiriron
20. Lediriron
21. Seririron
22. Tebiriron
23. Taptapiron
24. Apapiron
25. Sapsapiron
26. Sapsapiron (este nome é idêntico ao anterior mas a forma de pronunciá—lo parece ser diferente; talvez o nome anterior deva ser pronunciado como Shapshapiron, mas o livro não é claro quanto a isso)
27. Gapgapiron
28. Rprapiron
29. Dapdapiron
30. Qapqapuron
31. Haphapiron
32. Wapwapiron
33. Pappapiron
34. Zapzapiron
35. Taptapiron
36. Mapmapiro
37. Apapiron (este nome é idêntico ao número 24)
38. Sapsapiron
39. Napnapiron
40. Laplapiron
41. Wapwapiron (idêntico ao número 32)
42. Kapkapiron
43. Haphapiron
Todos os nomes do número 1 ao 43 são seguidos pelas letras do Tetragrammaton, YHVH, que para maior rapidez não foram incluídas aqui.
Todos os nomes do número 44 ao 70 são seguidos pelo nome de Jah, exactamente como está escrito o nome de Taptabib.
44. Taptabib, que é Jah ,o maior YHVH
45. Ababib
46. Qapaqbib
47. Sabsabib
48. Babbab
49. Sapsabib
50. Gabgabib
51. Rabrabib
52. Harabrabib
53. Pabpabib
54. Habhabib
55. Ababin (idêntico ao número 45)
56. Zabzabib
57. Sabsabib (idêntico ao número 47)
58. Hashabib
59. Taptabib (idêntico ao número 44)
60. Wesisib
61. Pabpabib (idêntico ao número 53)
62. Basbasib
63. Papnabib
64. Lablabib
65. Mabmabib
66. Nupkabib
67. Mammambib
68. Nupnubib
69. Paspabib
70. Sassib



A lista acima divide-se em duas classificações, quarenta e dois nomes divinos terminando em "on" e vinte e sete terminando em "ib". O único nome que não entra nestas classificações é o terceiro, Beroradin. A terminação "on" significa grande. O significado da terminação "ib" não é esclarecido nos comentários sobre o livro.

A repetição de vários nomes é explicada no texto, mas aconselha—se que os nomes sejam pronunciados pela ordem pela qual são apresentados.







Segundo O Sexto e Sétimo livros de Moisés, as Semíforas são sete dos nomes sagrados de Deus, através dos quais se podem conseguir muitos milagres e coisas maravilhosas.

Cada nome ou Semífora é utilizado para um fim específico. O livro dá duas versões das Semíforas: As Semíforas de Adão e As Semíforas de Moisés.

As sete Semíforas de Adão

Primeira Semífora — O nome de Deus nesta semífora é Jove, possivelmente uma abreviatura de Jeová. Pronuncia—se, segundo a antiga tradição, em momentos de grande necessidade de obter ajuda de Deus.

Segunda Semífora — O nome de Deus é Yeseraye, possivelmente uma deturpação ou abreviatura de Ejeieh Asher Ejeieh, o nome que Deus revelou a Moisés na sarça ardente. O nome significa Deus sem princípio nem fim, e deve ser utilizado quando se invocam os anjos, para que estes convertam as preces da pessoa em realidade.

Terceira Semífora — O nome de Deus é Adonai Sabaoth e é utilizado para chamar aos quatro ventos e para contactar os espíritos dos mortos.

Quarta Semífora — O nome de Deus é Layamen Iava Lavagellayn Lavaquiri Lavagola Lavatsorin Layfialafin Lyafaran. É utilizado para dominar todos os animais e espíritos.



Quinta Semífora — O nome de Deus é Lyacham Lyalgema Lyafarau Lialfarah Lebara Lebarosin Layararalus. É utilizado para controlar as colheitas de toda a flora da Terra.

Sexta Semífora — O nome de Deus é Letamnin Letay logo Letasynin Levaganaritin Letraminin Letalogin Lotafalosin. É utilizado para controlar os quatro elementos quando algum deles ameaça destruir a pessoa ou a sua propriedade. É uma semífora que pode ser muito útil em caso de incêndios, furacões, inundações e tremores de terra.

Sétima Semífora — O nome de Deus também é utilizado para alcançar a protecção de Deus quando se libertam os elementos, mas o seu nome foi tão deturpado através das traduções ou transcrições pobres que não vale a pena citá-lo aqui.

O problema da deturpação dos nomes divinos verifica-se em muitos dos livros apocalípticos, nos grimoires e nos livros da Apócrifa e na "Pseudoepígrafa". Só os nomes mais conhecidos de Deus e dos seus anjos escaparam à deturpação causada pelo passar dos séculos.

Diana Vandenberg - a obra esotérica em imagnes

24 de abril de 2010 · 6 comentários

Horus discutindo com Seth, 1982


Oferendas a Buda, 1977

Bolivia,Tiahuanacu, Moontemple

Bolivia,Tiahuanacu, Gateway Of TheSun

Australia, Alice Springs, KataTjuta

A Deusa Sekhmet,1986

Vibratum

23 de abril de 2010 · 5 comentários


«Fractal Dreams»

Um blogue que se inicia da melhor maneira.

Parabéns, Vibratum.

Caminhando em direcção ao Congresso de Astrologia

21 de abril de 2010 · 43 comentários

Hoje apetece-me muito partilhar um pequeno nada: esta tarde consegui «andar a pé» um percurso de cerca 600 metros. Há 1 mês atrás e devido às minhas condições de saúde, não conseguia caminhar nem 50 metros sem sentir que o coração me saltava cá para fora, que a respiração ficava ofegante com um aperto enorme, dores no corpo, tonturas, suores e uma vontade louca de me sentar e de desistir. Claro que hoje, ao chegar a casa, sentei-me, cansado, mas sem nenhum dos sintomas descritos atrás. Nem imaginam o sorriso que tenho no momento em que escrevo isto.

Esto solo lo arreglamos entre todos

20 de abril de 2010 · 3 comentários

Empresas espanholas resolveram lançar uma iniciativa, sem patrocínios políticos, com o único objectivo de promover a confiança.



Campanha de Primavera do Anjo Dourado

19 de abril de 2010 ·


'Justice' with Michael Sandel

14 de abril de 2010 · 10 comentários


O professor Michael Sandel, da Universidade de Harvard, disponibiliza na internet, de forma gratuita e com material complementar, grande parte do conteúdo do curso intitulado “Justice: what’s the right thing to do?”. Ética, justiça, direitos fundamentais, direito constitucional e filosofia política são alguns dos temas abordados neste curso. Imperdível.

Michelle Obama em visita oficial ao México

· 2 comentários

Michelle Obama
17 Janeiro 1964 - 1:53
Chicago, Illinois, USA
41 N 51 87 W 39

Segundo um comunicado da Casa Branca, Michelle Obama inicia a 13 Abril 2010 uma visita oficial ao México, onde permanecerá cerca de 40 horas. É a primeira vez em ano e meio, que a First Lady americana faz uma visita oficial a um país estrangeiro. Terá, obviamente, uma agenda carregada. Isto é a diplomacia americana a funcionar. Outras primeiras damas também fizeram visitas oficiais. A ênfase da visita de Michelle Obama ao México centra-se nas questões associadas à juventude.

Se olharmos para os trânsitos astrológicos de Michelle Obama, notamos imediatamente que Marte em Leão atravessa a sua nona casa, a área que trata de viagens longas e assuntos com o estrangeiro. Ou seja, terá toda a ribalta do mundo, será o centro dos holofotes.

Marte no signo de Leão oferece energia, força de vontade e criatividade. Neste signo revela iniciativa positiva; porém a estabilidade e a determinação são grandes porque Leão é um signo fixo. Com Marte a transitar pela nona Casa de Michelle Obama, indica viagens, assim como causas filosóficas, sociais e educacionais. É uma visita de trabalho, com o Sol a transitar na sexta Casa de Obama, em Carneiro / Áries. Bastante prometedor, portanto.

Parabéns, Astrid Annabelle, pelo 2º aniversário do 'Navegante do Infinito'

13 de abril de 2010 · 18 comentários


[Ilustração do primeiro post do 'Navegante do Infinito']

Parabéns ao «Navegante do Infinito» que faz hoje 2 anos.

Quem chega ao blogue encontra esta frase: «A meta é romper os parâmetros da percepção histórica e cotidiana, e começar a perceber o desconhecido. O Universo, sem fim, está sonhando, no espaço e no tempo, sua canção. Somos os viajantes sempre surpresos, descobrindo novos segredos, sem fim. Sem fim.» Melhor começo não poderia haver.


O 'Navegante do Infinito' nasceu num domingo, dia 13 de Abril de 2008, às 21:08, creio que em Ubatuba. Dois anos depois, a Astrid Annabelle conseguiu que o blogue fosse uma representação do próprio Universo, a cantar a sua própria canção.

O 'Navegante do Infinito' é um astro de enorme grandeza, com brilho próprio e graças às qualidades bloguísticas da Astrid, à sua arte de bem fazer e bem blogar, tem o mérito imenso de ter conquistado leitores, tornando-se uma referência na blogosfera dedicada à espiritualidade, auto-ajuda e metafísica.

Posts como este levam-nos; em muitos como neste, aprofundamos o Conhecimento; e neste aprendemos o valor de convivermos... Foram 3 exemplos ao acaso, num blogue bem temperado, com ingredientes como a Alegria, o Amor, a Sabedoria, fazem do 'Navegantes do Infinito' um blogue único e diferenciado.

Todos

A Astrid Annabelle e eu iniciámos a nossa convivência virtual em 2006, com outros blogues que então tínhamos. Tenho a incrível sorte de hoje poder dizer que gosto imenso dela, que a admiro e que lhe presto a minha homenagem.

É muito bom poder dizer isto: «É a minha amiga Astrid Annabelle.»


Post do aniversário, aqui.

Colorindo a Vida - Azul

11 de abril de 2010 · 38 comentários


Homenageando a iniciativa da blogagem coletiva
organizada por:
«Café com Bolo», de Glorinha Leão

O Azul é:


A energia da água que é receptiva por natureza. Tranquilidade, paciência, compreensão, saúde, psiquismo, intuição, sabedoria, controlo mental e emocional, protecção, felicidade, transformação, emoção, amor, intuição, útero, fertilidade, Lua, oceano, marés, rios.





Correspondências:


Signos astrológicos: Caranguejo, Escorpião, Peixes.

Cores associadas: Azul marinho, turquesa, verde,
as cores de um pôr-do-sol pálido.


Ferramentas rituais: Cálice, taça. - Sentido: Gosto. - Estação: Outono.

Deusas pagãs: Afrodite, Tiamat, Mari.

Deuses pagãos: Neptuno, Poseidon, Manannan.

Elementais da natureza: Ondinas. - Anjo: Gabriel.

Direcção: Oeste.
- Tempo do dia: Crepúsculo.

Incenso: Mirra. - Sentidos: Paladar, psiquismo.


Animais: Serpentes do mar, delfins, peixes, focas, aves do mar.

Plantas: Alga marinha, lírios aquáticos, junco, musgos.

Pedras ou jóias: Água marinha, pérolas.

Ervas: Algas, cactos, lilás aquático, alface, maçã,
tomilho, baunilha, milefólio.



Metais:
Prata, mercúrio. - Hora: Anoitecer.


Pedras: Ametista, lazulite, turmalina azul.

Instrumentos musicais: Pratos, címbalos, metais ressonantes.

Lugares: O mar, riachos, docas, rios, lagos, ribeiros, poços, fontes, piscinas, banheiras, jacuzzis, ginásios, saunas, sítios com nevoeiro, navios, barcos, jangadas.

Rituais e pedidos: Cura física, objectivos divinatórios, purificação, psiquismo, sonhos, sono, amizades, assuntos de família, libertação do sofrimento.

Fragrâncias: Flores suave e óleos essenciais de camomila, mirra,
cactos, jacintos, íris, jasmim.




Desportos:
Nadar, mergulhar, andar de barco, patinar,
qualquer tipo de corrida, ballet aquático.

Visualizações: Conchas, ondas, um lago resplandecente, nevoeiro.

Tipos de rituais: Adivinhação, auto-aperfeiçoamento, cura, espiritualidade.



Ritual com os anjos da água

Este ritual é realizado diante do mar, lago, rio ou riacho. A pessoa deve vestir-se com uma peça de roupa de qualquer tom de azul e levar uma das pedras mencionadas acima. De pé, deve virar-se para Oeste, abrir os braços e dizer estas palavras:


Bem amado Gabriel, regente do elemento da água, todo o ser vivo sobre a Terra provém do mar, que é a mãe da vida.

Eu invoco-te neste momento, em nome do Criador do Universo, e peço-te que me dês um pouco da tua radiante energia celestial para que a minha vida flua, serena e pacífica, como o mar em acalmia.

Depois de dizer isto, a pessoa entra na água até sentir os pés serem banhados. Abre novamente os braços e sente subir, das águas, uma imensa luz que inunda todo o seu ser e o/a enche de um amor profundo.

Este ritual transmite uma grande paz, que permanece com a pessoa por muito tempo. Após terminar, deve-se beber água, de frente para o mar, lago, rio ou riacho. Agradecer.



Anjos da água

A água nutre e purifica. É o elemento sagrado da purificação. Os anjos da água têm uma expressão e uma forma agradáveis. Estes anjos podem parecer gentis e frágeis, mas não se deixem enganar, a sua energia é profunda e forte. Estes anjos procuram a harmonia no universo através da cura e da transformação interna.

Os anjos da água podem ser vistos ondulando numa corrente funda ou na passagem suave de um curso de água. Eles movem-se constantemente através das nossas vidas, trazendo a cura onde ela é necessária. A magia da água é conseguida com qualquer coisa que flua, tal como, o mar, o nevoeiro, a chuva, os riachos, os rios, as taças sagradas de líquido ou os espelhos.


Anjos da água


Anjo dos animais aquáticos: Manakel
Anjos dos baptismos: Rafael, Barpharanges
Anjo do nascimento da profecia e da concepção: Gabriel
Anjo do dar à luz e da amamentação: Ardousius
Anjos da compaixão: Rachmiel, Rafael
Anjos das profundezas: Tamiel, Rampel, Rahab
Anjos sobre o peixe: Gagiel, Arariel, Azareel
Anjo sobre aves de criação: Trgiaob
Anjo da gratidão: Shamael
Anjo da cura do corpo, da mente e do espírito: Shekinah
Anjo dos poderes intuitivos: Sachiel
Anjo para vencer os ciúmes: Balthial
Anjos da longevidade: Mumiah, Scheiah
Anjos do amor: Rafael, Rahmiel, Theliel, Donquel, Anael, Liwet, Mihr
Anjos da misericórdia: Miguel, Gabriel, Rhamiel, Rachmiel, Zadkiel
Anjo da paz e do equilíbrio: Gavreel
Anjo do amor platónico e da amizade: Mihr
Anjo dos pensamentos positivos e afectuosos: Hahaiah
Anjo da protecção nas viagens sobre o mar: Elemiah
Anjos da chuva: Matarel, Mathariel, Ridia, Matriel
Anjos do Rio Jordão: Simai, Nibdai
Anjos dos rios: Trsiel, Rampel, Dara (persa)
Anjos dos ribeiros correntes: Nahaliel
Anjo da ciência e da medicina: Mumiah
Anjo do mar: Rahab
Anjo dos aguaceiros: Zaa'fiel
Anjo da neve: Phul
Anjos dos insectos aquáticos: Shakziel
Anjo da beleza: Camael, que também providencia a alegria e a felicidade
Anjo da libertação e da independência: Colopatiron (abre as celas das prisões)



A água, tal como as nossas emoções, surge, bate sucessivamente, cai em cascatas e gotas através das nossas vidas. Sempre em movimento, ela sustém-nos e mostra-nos como ultrapassar as dificuldades ou como destruir as nossas barreiras mentais. Pode afogar as nossas penas ou elevar-nos nas ondas da maior alegria. A água, tal como a emoção, está sempre a mudar.


[Antes que me perguntem: as ilustrações escolhidas
não têm nenhuma relação com o texto.]

[Glorinha, esta minha participação na blogagem coletiva foi apenas uma
colaboração ocasional, pois ainda não estou com saúde suficiente,
para me comprometer para todas as semanas. Beijo.]

Chacras sem K

8 de abril de 2010 · 16 comentários


[Se não teve tempo de ver esta ilustração a funcionar, recomendo que faça refresh
para visualizar o funcionamento. É interessante.]




Autor do texto: Carlos Florêncio



«Nós possuímos mais de 88 mil chacras, sendo sete os conhecidos. Os chacras são como uma roda com um nódulo central onde as energias de diferentes campos circulam de maneira centrífuga e pulsam de maneira rítmica, de modo que, no seu conjunto, parecem-se com uma flor cujas pétalas estão em harmonia constante.


»Estes centros geradores de energia distribuem energia vital para os nossos corpos subtis e físico.
Os chacras traduzem os efeitos dos campos vibratórios, astrais, mentais, causais, como manifestações biológicas de nosso sistema endócrino. Actua diretamente sobre os órgãos físicos e com impulsos eletromagnéticos sobre as glândulas, fazendo com que estas distribuam hormónios para a manutenção fisiológica do corpo físico. Os chakras fazem com que as energias sutis interpenetrem na matriz celular de forma correcta, por serem transformadores e controladores energéticos responsáveis pela vitalidade do corpo físico em toda a sua complexidade.


»A falha na distribuição energética pode também criar uma fraqueza na zona do corpo correspondente ao chacra, vindo a bloquear a circulação de energia e fazendo com que a disfunção crie um estado de dor, doença e acidentes, por estar a pessoa com o seu campo vibratório baixo. Cada chacra está associado a uma frequência vibratória específica, ou seja, as cores dos chacras; cada cor é uma vibração e está ligada à consciência do chacra a que corresponde. Abrimos as consciências dos chacras à medida que vamos evoluindo através das experiências de vida, que servem para ampliar os nossos conhecimentos e aumentar com isso o nossa campo vibratório ou aura.


»Os chacras maiores são centros de energia com cerca de 7,5 a 10cm de diâmetro. Os chacras menores como, por exemplo, os das mãos e dos pés medem cerca de 2,5 a 5cm de diâmetro. O corpo físico é dividido ao meio, formando dois pólos de energias: Do lado direito, o positivo masculino-YANG e do lado esquerdo, o negativo feminino-YIN.»


Autor do texto: Carlos Florêncio. Texto daqui.

Tragédia no Brasil

7 de abril de 2010 · 18 comentários

Intensas e ininterruptas chuvas tropicais afectaram profundamente Rio de Janeiro, São Gonçalo, Niterói, Itaboraí, Baixada Fluminense, Região dos Lagos. Mais de uma centena de mortos.

Solidariedade com o povo amigo. Informações aqui.




Colóquio 2010 - A Missão de Portugal no Mundo

6 de abril de 2010 · 3 comentários

A Missão de Portugal no Mundo

«Porquê falar hoje da Missão de Portugal no Mundo? Haverá ainda uma Alma genuinamente Portuguesa? Se sim, quais as suas características e a sua missão? Qual será a Mensagem que a Alma Lusíada tem de manifestar para que Portugal possa cumprir o seu desígnio? Para dar resposta a estas questões, resolvemos lançar um repto aos intelectuais, pensadores e espiritualistas deste país para sabermos se ainda temos valores fundamentais com os quais nos identifiquemos verdadeiramente de corpo e alma. Em caso afirmativo o que podemos fazer com isso? Caso contrário, iremos continuar a ser vítimas de nós próprios, subjugados a um sistema social e político maioritariamente assente nas leis do capital, na competição e no desrespeito pelos valores humanos e pelas leis da natureza?

«O Colóquio 2010 - A Missão de Portugal no Mundo vai realizar-se no Auditório da Estação de Metro do Auto dos Moinhos em Lisboa no dia 10 de Junho. O local do evento tem lugares limitados, agradecemos que façam a sua inscrição o quanto antes.

Para um Renascimento da Alma Universal Portuguesa. Que este Jardim implantado na orbe marítima impulsione a grande Obra Universal, que sendo de todos nós é por alguns mais almejado. Esta "Demanda" passa pela quebra de todos os tabus, de todas as fronteiras, de todos os divisionismos, para que finalmente o Mar já não separe e seja um todo "Um", integrando os três níveis essenciais da vida: material, anímico e espiritual.

Agradecemos que divulguem o evento pelos vossos amigos.

Mais informações em Jornal Milénio e no Facebook


Luís Resina

Organizadores do evento: Ana Proença e Luís Resina

Inscrições: Ana Proença 962972776 mcunmani@gmail.com


Convocatória de Luís Resina

30 de abril de 2010

Já não é necessário registo para aceder ao site da Escola de Astrologia Nova-Lis


Como muitos dos nossos leitores se recordam, o site da «Escola de Astrologia Nova-Lis» comemorou no passado dia 19 de Março, o seu 3º aniversário. Desde Março de 2007 até à data, era necessário registar-se no site para aceder a cerca de 85% do seu conteúdo.

A partir de hoje, o acesso a todo o site está completamente disponível para os leitores interessados.

Não necessita fazer o registo (login).

28 de abril de 2010

Eclipse - The Twilight Saga

Kristen Stewart como 'Bella Swan', Robert Pattinson como 'Edward Cullen', e Taylor Lautner como 'Jacob Black'.

Talvez alguns dos leitores deste blogue se lembrem deste post. A saga vai continuar. O terceiro filme da saga «Twilight» tem o título de «Eclipse» e a estreia mundial esta marcada para 30 de Junho. Na devida altura, haverá por aqui um comentário mais alargado a este filme. Entretanto, ficam aqui uns apontamentos de imagens e vídeos.

Enquanto a cidade de Seattle é devastada por uma sequência de mortes misteriosas, um vampiro continua a sua busca pela vingança, Bella novamente encontra-se rodeada de perigo. Em meio a tudo isso, Bella é forçada a escolher entre o seu amor por Edward e a sua amizade com Jacob - sabendo que a sua decisão tem o potencial de reacender o conflito perene entre vampiros e lobisomens. É mais uma decisão para tomar: vida ou morte.”




26 de abril de 2010

Os Nomes de Deus



Blogagem coletiva organizada pela Glorinha Leão,
do blog «Café com Bolos»
http://cafecomglorinha.blogspot.com






Certamente o nome mais popular e conhecido de Deus é o Tetragrammaton, que significa "o grande nome de quatro letras". Essas letras são YHVH ou YHWH. A maioria das autoridades bíblicas pronunciam este nome como Yaweh ou Ieve e os povos cristãos como Jeová, mas a verdadeira forma de pronunciar o nome divino é desconhecida. Nos tempos bíblicos apenas o sacerdote do tempo sabia como pronunciar o nome, que pronunciava apenas uma vez por ano. Uma vez que o idioma hebraico não contém vogais, é composto apenas de consoantes, para saber como se deve pronunciar uma palavra colocam—se uma série de pontos por baixo das letras, os quais indicam o som da vogal correspondente. Por exemplo, se quiséssemos escrever a palavra "casa" sem vogais, escreveríamos "cs". Mas isto não nos diz qual a palavra indicada por aquelas letras, pois há outras como caso, coisa, ocaso, acusa, aceso, que se podem escrever com as consoantes c e s. Para saber qual destas palavras está indicada por "cs", é necessário indicar quais são as vogais da palavra e onde estão colocadas. Em hebraico, isso resolve—se com um ou mais pontos debaixo das consoantes de uma palavra. Os pontos dizem ao leitor como se lê ou pronuncia a palavra.




No caso de YHVH, os pontos que decidem como se pronuncia este nome perderam—se com o decorrer dos milénios. O nome YHVH é frequentemente interpretado como "Aquele que É".

Entre outros nomes conhecidos de Deus temos Elohim, traduzido como Senhor Deus, e Jah, que é o nome utilizado no Aleluia (Hallelujah), o louvor a Deus. Hallel significa louvor e Jah significa Deus. Outro nome mencionado nas escrituras é o que o próprio Deus transmitiu, do arbusto ardente, a Moisés. Quando o Dador da Lei perguntou ao Criador qual era o seu nome, este disse—lhe: Ejeieh Asher Ejeieh, ou seja, Eu Sou o que Sou. Quer dizer, Deus disse a Moisés, eu não preciso de nome porque simplesmente SOU. Mas o nome do poder de Deus, no qual está encerrada a sua Glória e o seu ser é YHVH, por isso as escrituras dizem que Deus e o seu nome são Um, o que quer dizer que o nome de Deus, YHVH, é Deus.

Conhecer o nome de Deus equivale a conhecê—lo a Ele e a ser merecedor da sua graça e protecção. Enoch vai mais longe e apresenta uma lista com os setenta nomes de Deus que podem ser pronunciados e adverte que existem muitos mais, que estão proibidos de ser pronunciados.


Os setenta nomes de Deus que podem ser invocados, segundo Enoch, são os seguintes:

1. Hadiriron YHVH das Hostes, Santo, Santo, Santo
2. Meromiron
3. Beroradin
4. Neuriron
5. Gebiriron
6. Kebiriron
7. Dorriron
8. Sebiroron
9. Zehiroron
10. Hadidron
11. Webidridron
12. Wediriron
13. Peruriron
14. Hisiriron
15. Ledoriron
16. Tatbiron
17. Satriron
18. Adiriron
19. Dekiriron
20. Lediriron
21. Seririron
22. Tebiriron
23. Taptapiron
24. Apapiron
25. Sapsapiron
26. Sapsapiron (este nome é idêntico ao anterior mas a forma de pronunciá—lo parece ser diferente; talvez o nome anterior deva ser pronunciado como Shapshapiron, mas o livro não é claro quanto a isso)
27. Gapgapiron
28. Rprapiron
29. Dapdapiron
30. Qapqapuron
31. Haphapiron
32. Wapwapiron
33. Pappapiron
34. Zapzapiron
35. Taptapiron
36. Mapmapiro
37. Apapiron (este nome é idêntico ao número 24)
38. Sapsapiron
39. Napnapiron
40. Laplapiron
41. Wapwapiron (idêntico ao número 32)
42. Kapkapiron
43. Haphapiron
Todos os nomes do número 1 ao 43 são seguidos pelas letras do Tetragrammaton, YHVH, que para maior rapidez não foram incluídas aqui.
Todos os nomes do número 44 ao 70 são seguidos pelo nome de Jah, exactamente como está escrito o nome de Taptabib.
44. Taptabib, que é Jah ,o maior YHVH
45. Ababib
46. Qapaqbib
47. Sabsabib
48. Babbab
49. Sapsabib
50. Gabgabib
51. Rabrabib
52. Harabrabib
53. Pabpabib
54. Habhabib
55. Ababin (idêntico ao número 45)
56. Zabzabib
57. Sabsabib (idêntico ao número 47)
58. Hashabib
59. Taptabib (idêntico ao número 44)
60. Wesisib
61. Pabpabib (idêntico ao número 53)
62. Basbasib
63. Papnabib
64. Lablabib
65. Mabmabib
66. Nupkabib
67. Mammambib
68. Nupnubib
69. Paspabib
70. Sassib



A lista acima divide-se em duas classificações, quarenta e dois nomes divinos terminando em "on" e vinte e sete terminando em "ib". O único nome que não entra nestas classificações é o terceiro, Beroradin. A terminação "on" significa grande. O significado da terminação "ib" não é esclarecido nos comentários sobre o livro.

A repetição de vários nomes é explicada no texto, mas aconselha—se que os nomes sejam pronunciados pela ordem pela qual são apresentados.







Segundo O Sexto e Sétimo livros de Moisés, as Semíforas são sete dos nomes sagrados de Deus, através dos quais se podem conseguir muitos milagres e coisas maravilhosas.

Cada nome ou Semífora é utilizado para um fim específico. O livro dá duas versões das Semíforas: As Semíforas de Adão e As Semíforas de Moisés.

As sete Semíforas de Adão

Primeira Semífora — O nome de Deus nesta semífora é Jove, possivelmente uma abreviatura de Jeová. Pronuncia—se, segundo a antiga tradição, em momentos de grande necessidade de obter ajuda de Deus.

Segunda Semífora — O nome de Deus é Yeseraye, possivelmente uma deturpação ou abreviatura de Ejeieh Asher Ejeieh, o nome que Deus revelou a Moisés na sarça ardente. O nome significa Deus sem princípio nem fim, e deve ser utilizado quando se invocam os anjos, para que estes convertam as preces da pessoa em realidade.

Terceira Semífora — O nome de Deus é Adonai Sabaoth e é utilizado para chamar aos quatro ventos e para contactar os espíritos dos mortos.

Quarta Semífora — O nome de Deus é Layamen Iava Lavagellayn Lavaquiri Lavagola Lavatsorin Layfialafin Lyafaran. É utilizado para dominar todos os animais e espíritos.



Quinta Semífora — O nome de Deus é Lyacham Lyalgema Lyafarau Lialfarah Lebara Lebarosin Layararalus. É utilizado para controlar as colheitas de toda a flora da Terra.

Sexta Semífora — O nome de Deus é Letamnin Letay logo Letasynin Levaganaritin Letraminin Letalogin Lotafalosin. É utilizado para controlar os quatro elementos quando algum deles ameaça destruir a pessoa ou a sua propriedade. É uma semífora que pode ser muito útil em caso de incêndios, furacões, inundações e tremores de terra.

Sétima Semífora — O nome de Deus também é utilizado para alcançar a protecção de Deus quando se libertam os elementos, mas o seu nome foi tão deturpado através das traduções ou transcrições pobres que não vale a pena citá-lo aqui.

O problema da deturpação dos nomes divinos verifica-se em muitos dos livros apocalípticos, nos grimoires e nos livros da Apócrifa e na "Pseudoepígrafa". Só os nomes mais conhecidos de Deus e dos seus anjos escaparam à deturpação causada pelo passar dos séculos.

24 de abril de 2010

Diana Vandenberg - a obra esotérica em imagnes

Horus discutindo com Seth, 1982


Oferendas a Buda, 1977

Bolivia,Tiahuanacu, Moontemple

Bolivia,Tiahuanacu, Gateway Of TheSun

Australia, Alice Springs, KataTjuta

A Deusa Sekhmet,1986

21 de abril de 2010

Caminhando em direcção ao Congresso de Astrologia

Hoje apetece-me muito partilhar um pequeno nada: esta tarde consegui «andar a pé» um percurso de cerca 600 metros. Há 1 mês atrás e devido às minhas condições de saúde, não conseguia caminhar nem 50 metros sem sentir que o coração me saltava cá para fora, que a respiração ficava ofegante com um aperto enorme, dores no corpo, tonturas, suores e uma vontade louca de me sentar e de desistir. Claro que hoje, ao chegar a casa, sentei-me, cansado, mas sem nenhum dos sintomas descritos atrás. Nem imaginam o sorriso que tenho no momento em que escrevo isto.

20 de abril de 2010

14 de abril de 2010

'Justice' with Michael Sandel


O professor Michael Sandel, da Universidade de Harvard, disponibiliza na internet, de forma gratuita e com material complementar, grande parte do conteúdo do curso intitulado “Justice: what’s the right thing to do?”. Ética, justiça, direitos fundamentais, direito constitucional e filosofia política são alguns dos temas abordados neste curso. Imperdível.

Michelle Obama em visita oficial ao México

Michelle Obama
17 Janeiro 1964 - 1:53
Chicago, Illinois, USA
41 N 51 87 W 39

Segundo um comunicado da Casa Branca, Michelle Obama inicia a 13 Abril 2010 uma visita oficial ao México, onde permanecerá cerca de 40 horas. É a primeira vez em ano e meio, que a First Lady americana faz uma visita oficial a um país estrangeiro. Terá, obviamente, uma agenda carregada. Isto é a diplomacia americana a funcionar. Outras primeiras damas também fizeram visitas oficiais. A ênfase da visita de Michelle Obama ao México centra-se nas questões associadas à juventude.

Se olharmos para os trânsitos astrológicos de Michelle Obama, notamos imediatamente que Marte em Leão atravessa a sua nona casa, a área que trata de viagens longas e assuntos com o estrangeiro. Ou seja, terá toda a ribalta do mundo, será o centro dos holofotes.

Marte no signo de Leão oferece energia, força de vontade e criatividade. Neste signo revela iniciativa positiva; porém a estabilidade e a determinação são grandes porque Leão é um signo fixo. Com Marte a transitar pela nona Casa de Michelle Obama, indica viagens, assim como causas filosóficas, sociais e educacionais. É uma visita de trabalho, com o Sol a transitar na sexta Casa de Obama, em Carneiro / Áries. Bastante prometedor, portanto.

13 de abril de 2010

Parabéns, Astrid Annabelle, pelo 2º aniversário do 'Navegante do Infinito'


[Ilustração do primeiro post do 'Navegante do Infinito']

Parabéns ao «Navegante do Infinito» que faz hoje 2 anos.

Quem chega ao blogue encontra esta frase: «A meta é romper os parâmetros da percepção histórica e cotidiana, e começar a perceber o desconhecido. O Universo, sem fim, está sonhando, no espaço e no tempo, sua canção. Somos os viajantes sempre surpresos, descobrindo novos segredos, sem fim. Sem fim.» Melhor começo não poderia haver.


O 'Navegante do Infinito' nasceu num domingo, dia 13 de Abril de 2008, às 21:08, creio que em Ubatuba. Dois anos depois, a Astrid Annabelle conseguiu que o blogue fosse uma representação do próprio Universo, a cantar a sua própria canção.

O 'Navegante do Infinito' é um astro de enorme grandeza, com brilho próprio e graças às qualidades bloguísticas da Astrid, à sua arte de bem fazer e bem blogar, tem o mérito imenso de ter conquistado leitores, tornando-se uma referência na blogosfera dedicada à espiritualidade, auto-ajuda e metafísica.

Posts como este levam-nos; em muitos como neste, aprofundamos o Conhecimento; e neste aprendemos o valor de convivermos... Foram 3 exemplos ao acaso, num blogue bem temperado, com ingredientes como a Alegria, o Amor, a Sabedoria, fazem do 'Navegantes do Infinito' um blogue único e diferenciado.

Todos

A Astrid Annabelle e eu iniciámos a nossa convivência virtual em 2006, com outros blogues que então tínhamos. Tenho a incrível sorte de hoje poder dizer que gosto imenso dela, que a admiro e que lhe presto a minha homenagem.

É muito bom poder dizer isto: «É a minha amiga Astrid Annabelle.»


Post do aniversário, aqui.

11 de abril de 2010

Colorindo a Vida - Azul


Homenageando a iniciativa da blogagem coletiva
organizada por:
«Café com Bolo», de Glorinha Leão

O Azul é:


A energia da água que é receptiva por natureza. Tranquilidade, paciência, compreensão, saúde, psiquismo, intuição, sabedoria, controlo mental e emocional, protecção, felicidade, transformação, emoção, amor, intuição, útero, fertilidade, Lua, oceano, marés, rios.





Correspondências:


Signos astrológicos: Caranguejo, Escorpião, Peixes.

Cores associadas: Azul marinho, turquesa, verde,
as cores de um pôr-do-sol pálido.


Ferramentas rituais: Cálice, taça. - Sentido: Gosto. - Estação: Outono.

Deusas pagãs: Afrodite, Tiamat, Mari.

Deuses pagãos: Neptuno, Poseidon, Manannan.

Elementais da natureza: Ondinas. - Anjo: Gabriel.

Direcção: Oeste.
- Tempo do dia: Crepúsculo.

Incenso: Mirra. - Sentidos: Paladar, psiquismo.


Animais: Serpentes do mar, delfins, peixes, focas, aves do mar.

Plantas: Alga marinha, lírios aquáticos, junco, musgos.

Pedras ou jóias: Água marinha, pérolas.

Ervas: Algas, cactos, lilás aquático, alface, maçã,
tomilho, baunilha, milefólio.



Metais:
Prata, mercúrio. - Hora: Anoitecer.


Pedras: Ametista, lazulite, turmalina azul.

Instrumentos musicais: Pratos, címbalos, metais ressonantes.

Lugares: O mar, riachos, docas, rios, lagos, ribeiros, poços, fontes, piscinas, banheiras, jacuzzis, ginásios, saunas, sítios com nevoeiro, navios, barcos, jangadas.

Rituais e pedidos: Cura física, objectivos divinatórios, purificação, psiquismo, sonhos, sono, amizades, assuntos de família, libertação do sofrimento.

Fragrâncias: Flores suave e óleos essenciais de camomila, mirra,
cactos, jacintos, íris, jasmim.




Desportos:
Nadar, mergulhar, andar de barco, patinar,
qualquer tipo de corrida, ballet aquático.

Visualizações: Conchas, ondas, um lago resplandecente, nevoeiro.

Tipos de rituais: Adivinhação, auto-aperfeiçoamento, cura, espiritualidade.



Ritual com os anjos da água

Este ritual é realizado diante do mar, lago, rio ou riacho. A pessoa deve vestir-se com uma peça de roupa de qualquer tom de azul e levar uma das pedras mencionadas acima. De pé, deve virar-se para Oeste, abrir os braços e dizer estas palavras:


Bem amado Gabriel, regente do elemento da água, todo o ser vivo sobre a Terra provém do mar, que é a mãe da vida.

Eu invoco-te neste momento, em nome do Criador do Universo, e peço-te que me dês um pouco da tua radiante energia celestial para que a minha vida flua, serena e pacífica, como o mar em acalmia.

Depois de dizer isto, a pessoa entra na água até sentir os pés serem banhados. Abre novamente os braços e sente subir, das águas, uma imensa luz que inunda todo o seu ser e o/a enche de um amor profundo.

Este ritual transmite uma grande paz, que permanece com a pessoa por muito tempo. Após terminar, deve-se beber água, de frente para o mar, lago, rio ou riacho. Agradecer.



Anjos da água

A água nutre e purifica. É o elemento sagrado da purificação. Os anjos da água têm uma expressão e uma forma agradáveis. Estes anjos podem parecer gentis e frágeis, mas não se deixem enganar, a sua energia é profunda e forte. Estes anjos procuram a harmonia no universo através da cura e da transformação interna.

Os anjos da água podem ser vistos ondulando numa corrente funda ou na passagem suave de um curso de água. Eles movem-se constantemente através das nossas vidas, trazendo a cura onde ela é necessária. A magia da água é conseguida com qualquer coisa que flua, tal como, o mar, o nevoeiro, a chuva, os riachos, os rios, as taças sagradas de líquido ou os espelhos.


Anjos da água


Anjo dos animais aquáticos: Manakel
Anjos dos baptismos: Rafael, Barpharanges
Anjo do nascimento da profecia e da concepção: Gabriel
Anjo do dar à luz e da amamentação: Ardousius
Anjos da compaixão: Rachmiel, Rafael
Anjos das profundezas: Tamiel, Rampel, Rahab
Anjos sobre o peixe: Gagiel, Arariel, Azareel
Anjo sobre aves de criação: Trgiaob
Anjo da gratidão: Shamael
Anjo da cura do corpo, da mente e do espírito: Shekinah
Anjo dos poderes intuitivos: Sachiel
Anjo para vencer os ciúmes: Balthial
Anjos da longevidade: Mumiah, Scheiah
Anjos do amor: Rafael, Rahmiel, Theliel, Donquel, Anael, Liwet, Mihr
Anjos da misericórdia: Miguel, Gabriel, Rhamiel, Rachmiel, Zadkiel
Anjo da paz e do equilíbrio: Gavreel
Anjo do amor platónico e da amizade: Mihr
Anjo dos pensamentos positivos e afectuosos: Hahaiah
Anjo da protecção nas viagens sobre o mar: Elemiah
Anjos da chuva: Matarel, Mathariel, Ridia, Matriel
Anjos do Rio Jordão: Simai, Nibdai
Anjos dos rios: Trsiel, Rampel, Dara (persa)
Anjos dos ribeiros correntes: Nahaliel
Anjo da ciência e da medicina: Mumiah
Anjo do mar: Rahab
Anjo dos aguaceiros: Zaa'fiel
Anjo da neve: Phul
Anjos dos insectos aquáticos: Shakziel
Anjo da beleza: Camael, que também providencia a alegria e a felicidade
Anjo da libertação e da independência: Colopatiron (abre as celas das prisões)



A água, tal como as nossas emoções, surge, bate sucessivamente, cai em cascatas e gotas através das nossas vidas. Sempre em movimento, ela sustém-nos e mostra-nos como ultrapassar as dificuldades ou como destruir as nossas barreiras mentais. Pode afogar as nossas penas ou elevar-nos nas ondas da maior alegria. A água, tal como a emoção, está sempre a mudar.


[Antes que me perguntem: as ilustrações escolhidas
não têm nenhuma relação com o texto.]

[Glorinha, esta minha participação na blogagem coletiva foi apenas uma
colaboração ocasional, pois ainda não estou com saúde suficiente,
para me comprometer para todas as semanas. Beijo.]

8 de abril de 2010

Chacras sem K


[Se não teve tempo de ver esta ilustração a funcionar, recomendo que faça refresh
para visualizar o funcionamento. É interessante.]




Autor do texto: Carlos Florêncio



«Nós possuímos mais de 88 mil chacras, sendo sete os conhecidos. Os chacras são como uma roda com um nódulo central onde as energias de diferentes campos circulam de maneira centrífuga e pulsam de maneira rítmica, de modo que, no seu conjunto, parecem-se com uma flor cujas pétalas estão em harmonia constante.


»Estes centros geradores de energia distribuem energia vital para os nossos corpos subtis e físico.
Os chacras traduzem os efeitos dos campos vibratórios, astrais, mentais, causais, como manifestações biológicas de nosso sistema endócrino. Actua diretamente sobre os órgãos físicos e com impulsos eletromagnéticos sobre as glândulas, fazendo com que estas distribuam hormónios para a manutenção fisiológica do corpo físico. Os chakras fazem com que as energias sutis interpenetrem na matriz celular de forma correcta, por serem transformadores e controladores energéticos responsáveis pela vitalidade do corpo físico em toda a sua complexidade.


»A falha na distribuição energética pode também criar uma fraqueza na zona do corpo correspondente ao chacra, vindo a bloquear a circulação de energia e fazendo com que a disfunção crie um estado de dor, doença e acidentes, por estar a pessoa com o seu campo vibratório baixo. Cada chacra está associado a uma frequência vibratória específica, ou seja, as cores dos chacras; cada cor é uma vibração e está ligada à consciência do chacra a que corresponde. Abrimos as consciências dos chacras à medida que vamos evoluindo através das experiências de vida, que servem para ampliar os nossos conhecimentos e aumentar com isso o nossa campo vibratório ou aura.


»Os chacras maiores são centros de energia com cerca de 7,5 a 10cm de diâmetro. Os chacras menores como, por exemplo, os das mãos e dos pés medem cerca de 2,5 a 5cm de diâmetro. O corpo físico é dividido ao meio, formando dois pólos de energias: Do lado direito, o positivo masculino-YANG e do lado esquerdo, o negativo feminino-YIN.»


Autor do texto: Carlos Florêncio. Texto daqui.

7 de abril de 2010

Tragédia no Brasil

Intensas e ininterruptas chuvas tropicais afectaram profundamente Rio de Janeiro, São Gonçalo, Niterói, Itaboraí, Baixada Fluminense, Região dos Lagos. Mais de uma centena de mortos.

Solidariedade com o povo amigo. Informações aqui.




6 de abril de 2010

Colóquio 2010 - A Missão de Portugal no Mundo

A Missão de Portugal no Mundo

«Porquê falar hoje da Missão de Portugal no Mundo? Haverá ainda uma Alma genuinamente Portuguesa? Se sim, quais as suas características e a sua missão? Qual será a Mensagem que a Alma Lusíada tem de manifestar para que Portugal possa cumprir o seu desígnio? Para dar resposta a estas questões, resolvemos lançar um repto aos intelectuais, pensadores e espiritualistas deste país para sabermos se ainda temos valores fundamentais com os quais nos identifiquemos verdadeiramente de corpo e alma. Em caso afirmativo o que podemos fazer com isso? Caso contrário, iremos continuar a ser vítimas de nós próprios, subjugados a um sistema social e político maioritariamente assente nas leis do capital, na competição e no desrespeito pelos valores humanos e pelas leis da natureza?

«O Colóquio 2010 - A Missão de Portugal no Mundo vai realizar-se no Auditório da Estação de Metro do Auto dos Moinhos em Lisboa no dia 10 de Junho. O local do evento tem lugares limitados, agradecemos que façam a sua inscrição o quanto antes.

Para um Renascimento da Alma Universal Portuguesa. Que este Jardim implantado na orbe marítima impulsione a grande Obra Universal, que sendo de todos nós é por alguns mais almejado. Esta "Demanda" passa pela quebra de todos os tabus, de todas as fronteiras, de todos os divisionismos, para que finalmente o Mar já não separe e seja um todo "Um", integrando os três níveis essenciais da vida: material, anímico e espiritual.

Agradecemos que divulguem o evento pelos vossos amigos.

Mais informações em Jornal Milénio e no Facebook


Luís Resina

Organizadores do evento: Ana Proença e Luís Resina

Inscrições: Ana Proença 962972776 mcunmani@gmail.com


Convocatória de Luís Resina

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates